Curta a nossa página
 
30/12 20h19 2017 Você está aqui: Home / Cidades Por Otávio Neto Imprimir postagem

RETRÔ: 20 acontecimentos que marcaram Campo Maior e região em 2016

Entre notícias boas e ruins fomos vivendo. Com o coração quebrantado, mas vivendo. Quando tudo parecia só tristeza, eis que chegava um bom acontecimento. E, assim, passamos esses 365 dias divididos entre sorrisos e lágrimas. Poderia ter sido melhor, assim como tudo poderia terminar bem pior.

Presenciei acontecimentos bons e ruins desde 1 de janeiro, quando nasci. Logo ali percebi que o ano seria intenso. Vivenciei tristezas: com perdas de pessoas em acidentes, a brutalidade do ser humano nos assassinatos ou mesmo de causas naturais. Mas também acompanhei alegrias: a passagem da tocha olímpica, a festa da democracia com o povo nas urnas, o Sabor Maior.


Entre notícias boas e ruins fomos vivendo. Com o coração quebrantado, mas vivendo. Quando tudo parecia só tristeza, eis que chegava um bom acontecimento. E, assim, passamos esses 365 dias divididos entre sorrisos e lágrimas. Poderia ter sido melhor, assim como tudo poderia terminar bem pior. 


Vamos relembrar os fatos marcantes do meu ano porque é hora de partir. Saio para dar lugar a um novo ano. 


Prazer, eu fui 2016. 

 

 

Fugas da Delegacia

Fugas de detentos da Delegacia de Campo Maior são registradas com frequência durante o ano. Pelo menos nove presos escaparam em três fugas. Em fevereiro, um detento foge depois de serrar a grade da cela. Em junho, quatro presos cavam buraco na parede e escapam. Em novembro, quatro fogem ao cavar a parede.

 

 

Obra do Açude

A prefeitura intensifica os trabalhos de revitalização do Açude Grande. A obra gera polêmica nas redes sociais e divide opiniões. Em 12 de janeiro, Secretaria de Meio Ambiente do Estado e Polícia Ambiental paralisa os trabalhos por falta de licenças. No dia seguinte a obra retorna com aval da Funasa.

 

 

Greve no Hospital de Campo Maior

Cerca de 20 Enfermeiros e Técnicos em Enfermagem iniciam greve no Hospital Regional de Campo Maior em 5 de fevereiro. Eles seguem a greve estadual. Os servidores retornam aos postos de trabalho depois que a greve é considerada ilegal pelo Tribunal de Justiça do Piauí. A paralização dura 15 dias.

 

 

Caiçara rebaixado

Com nove pontos em 14 jogos, o Caiçara de Campo Maior é rebaixado para a 2ª Divisão do futebol piauiense. Sem o estádio Deusdeth de Melo, o Leão manda os jogos fora, vence apenas dois jogos, empata três e é derrotado em nove partidas. No final da competição a diretoria é afastada pela Justiça e o clube gerido por interventor.

 

 

Bispo transferido

A Confederação Nacional dos Bispos do Brasil divulga em 3 de fevereiro a transferência do Bispo de Campo Maior Dom Eduardo Zielski. Depois de se envolver em polêmicas com fiéis e ser acusado de vender o patrimônio da diocese, Dom Eduardo é enviado a São Raimundo Nonato. Ele atuou 16 anos em Campo Maior.

 

 

Salicam

Com presença da escritora Ana Miranda, acontece o 1º Salão do Livro de Campo Maior. O evento cultural é comemorado por estudantes, professores e ativistas culturais do município. Palestras, lançamentos de livros e apresentações artísticas acontecem nos três da programação do Salicam. O Salão homenageou o poeta Cunha Neto.

 

 

Fraudes de concursos

Em 15 de março, a Operação Veritas é desencadeada no Piauí para desarticular uma quadrilha especializada em fraudar concursos públicos no Estado. Cinco pessoas são presas em Campo Maior: Paulo Silva de Sousa, Sávio de Castro Leite, Marlene Castro de Sousa, Arlene Nunes Machado e Marcelo Freire. 

 

 

Tocha Olímpica

Tarde do dia 10 de junho. Campo Maior vai às ruas acompanhar a passagem da Tocha Olímpica. O ex-jogador Catita inicia o percurso com o símbolo dos jogos Rio 2016. Depois de 5 km de exibição em ruas e avenida, a tocha chega ao Complexo Valdir Fortes nas mãos do velocista Pelé.

 

 

Estupro coletivo em Sigefredo Pacheco

Em vídeo divulgado no aplicativo WhatsApp, uma jovem de 21 anos aparece desacordada e sendo molestada por cinco homens na cidade de Sigefredo Pacheco. Em 16 de junho, quatro acusados são presos. São eles: Tiago de Oliveira Melo, de 27 anos, Sergio Emerson Saraiva Rodrigues, de 18 anos, Francisco das Chagas Ribeiro Filho, de 23 anos e Paulo Henrique Bezerra 25 anos.

 

 

Criança morre com leucemia

Uma grande mobilização nas redes sociais pede ajuda para as despesas com o tratamento de Maria Cecilia, 9 anos, diagnosticada com Leucemia. Os campomaiorenses se mobilizam para doação de medula. Na manhã da terça-feira, 12 de agosto, Maria Cecilia não resiste as complicações de morre em Teresina.

 

 

Comercial retorna a 1ª divisão

O Comercial de Campo Maior tem o melhor desempenho na 2ª Divisão Campeonato Piauiense. Sem o estádio Deusdeth de Melo, o Bode manda seus jogos longe da torcida. Depois de garantir acesso à 1ª divisão, Comercial e 4 de Julho fazem a final  no estádio Lindolfo Monteiro. O Colorado de Piripiri vence por 2 a 1 e fica com o título de Campeão.

 

 

Bando explode Bando do Brasil em São Miguel do Tapuio

A cidade de São Miguel do Tapuio vive momento de terror na madrugada de 22 de agosto. Uma quadrilha com pelo menos 10 assaltantes metralhara o Quartel da polícia, encurrala os policiais no local e explode caixas eletrônicos e cofre principal da Agência do Banco do Brasil. O grupo foge com três reféns.

 

 

Suspeito de estupros morto por populares

Noite de sábado, 3 de setembro. Antônio Manoel da Conceição Nascimento, 35 anos, é morto por populares na comunidade Água Fria. Paus e pedras são usados para assassinar o homem que é suspeito de vários estupros na localidade, entre eles o de uma idosa de 75 anos.

 

 

Mãe mata o filho por causa de política em Boa Hora

Idelfonso da Silva Sousa, 31 anos, é assassinado pela própria mãe - Maria Celeste da Silva Sousa, 50 anos - na tarde do domingo 18 de setembro na cidade de Boa Hora. Mãe e filho apoiam candidatos contrários na eleição municipal. Uma música política motivou o crime.

 

 

Humberto Gessinger no Sabor Maior

Ex-integrante da banda Engenheiros do Hawaii, Humberto Gessinger abre o 6º Sabor Maior com o show Louco Pra Ficar Legal. A apresentação atrai o maior público já registrado no evento gastronômico.

 

 

Morre o empresário J.Martins

Morre, ao 83 anos, o empresário Joaquim de Sousa Martins – J.Martins - pai do prefeito Paulo Martins e do deputado Aluísio Martins. O idoso sofre um ataque cardíaco em casa e falece antes de chegar ao Hospital. Agendas de campanhas são canceladas e candidatos prestam o último adeus.

 

 

Ribinha eleito prefeito

Carreatas, comícios, caravanas nos bairros e acirramento dos ânimos marcam os 45 dias de campanha eleitoral em Campo Maior. Quatro coligações disputam a prefeitura, enquanto 110 nomes concorrem a uma vaga na câmara. No dia 2 de outubro, 29.732 eleitores vão às urnas. Depois de 2 horas de apuração, o TRE declara Professor Ribinha prefeito eleito.

 

 

Mulher mata o próprio marido

Ricardo da Silva Rocha é morto à facadas pela esposa Claudene Araújo Silva. O casal consumia bebida alcoólica quando iniciou uma discussão na comunidade Porção. Claudene deixa o bar; Ricardo segue a esposa, quando é atacado com uma facada no peito.

 

 

Operação prende 11 pessoas em Campo Maior

A polícia desencadeia a Operação Sete Cidades com objetivo de desarticular uma rede de tráfico de drogas que abastece a região dos carnaubais. Em 27 de outubro, 11 pessoas são presas nas primeiras horas do dia em Campo Maior. 100 policiais participaram da ação. O grupo era monitorado há um ano.

 

 

Reviravolta na política em Juazeiro do Piauí

A Justiça eleitoral afasta do cargo o prefeito de Juazeiro do Piauí, Tonho Veríssimo. A Câmara Municipal empossa no cargo, em 20 de novembro, o vice-prefeito e membro da oposição, Cristiano Galdino. Quatro dias depois, o TSE determina o retorno de Tonho Veríssimo.

 


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.