Facebook
  RSS
  Whatsapp

  19:16

Como forma de combate ao avanço do desmatamento no Cerrado, Piauí será alvo de força-tarefa nacional

 Alertas de desmatamento batem recorde no Cerrado — Foto: Jornal Nacional/ Reprodução

Na última quarta-feira (27), uma reunião entre ministros e governadores definiu a unificação das bases de dados dos estados com o Governo Federal, para melhorar o enfrentamento do desmatamento. Aonde fará do Piauí alvo de uma força-tarefa para conter o desmatamento no Cerrado, segundo maior bioma da América do Sul.

Conforme o governo, houve aumento de 19% nos alertas de desmatamento em fevereiro, em comparação ao mesmo mês em 2023. Além disso, o bioma perdeu 3.798 quilômetros quadrados (km²) de vegetação nativa, entre agosto do ano passado e fevereiro deste ano, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Ainda conforme o governo, a situação é mais grave e preocupante no território conhecido pela sigla Matopiba, localizado nos estados do Maranhão, de Tocantins, do Piauí e da Bahia. A área, apontada como a nova fronteira agrícola do país, é onde ocorrem quase 75% do desmatamento no Cerrado.

Para se ter ideia, dos 50 dos municípios responsáveis por metade dos desmatamentos estão no Matopiba. Paralelo a isso, a ministra do Meio Ambiente e Mudança do Clima, Marina Silva, ressaltou a preocupação com alterações na quantidade de chuva que cai nessa região.

"Estamos observando uma mudança no regime de chuvas, sobretudo naquela região ali do Matopiba, uma diminuição no volume de água dos rios, na vazão dos rios, algo em torno de 19 mil metros cúbicos por segundo (m³/s) e outros problemas que podem criar graves situações em relação aos processos econômicos para a agricultura familiar, para o agronegócio", explicou a ministra.

A desertificação de áreas próximas ao Cerrado também é um fator preocupante. Por isso, o ministério informou que o apoio dos estados na força-tarefa pode garantir a liberação de recursos do Fundo Amazônia para financiar ações, visto que até 20% dos recursos podem ser aplicados em medida de monitoramento e controle em outros biomas.

"A grande participação de governadores é uma demonstração de que o problema será resolvido, em um pacto que envolve o Governo Federal, os governos estaduais, envolve o setor produtivo, a sociedade civil e a comunidade científica", afirmou Marina Silva.

Fonte de 40% da água doce do país, o Cerrado cobre cerca de 25% do território nacional, presente nos estados de Goiás, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Distrito Federal, Bahia, Maranhão, Piauí e porções de São Paulo.

Onças-pintadas do Cerrado estão sob forte ameaça e pressão com o avanço do agronegócio — Foto: Eduardo Fragoso

O bioma é a segunda maior formação vegetal do país, após a Floresta Amazônica, e uma das regiões de maior biodiversidade do mundo. Estima-se o Cerrado possua mais de 6 mil espécies de árvores e 800 espécies de aves, sendo considerado um dos biomas mais ricos e ameaçados do mundo.

Fonte: G1 Piauí

Mais de Piauí