Facebook
  RSS
  Whatsapp

  19:20

Zé Carlos rompe com Dogim e anuncia apoio a Hilton em Jatobá após operação da PF

 

A Operação Monopolium que apura um escândalo de corrupção envolvendo membros da família Félix na Prefeitura de Campo Maior tem causado uma verdadeira devastação no grupo político do prefeito João Félix com muitas lideranças se afastando do gestor e agora começa a ter repercussão também no vizinho município de Jatobá do Piauí.

Nesta sexta-feira (10), o ex-prefeito Zé Carlos Bandeira anunciou seu rompimento com Dogim Félix, filho do prefeito de Campo Maior e pré-candidato a prefeito de Jatobá. Segundo o Portal AZ, Dogim também pode estar envolvido no escândalo. Inclusive, foi divulgado aqui no Portal Campo Maior em Foco que a empresa investigada celebrou contrato com a Secretaria de Assistência Social que já foi comandada por Dogim.

Zé Carlos decidiu mudar a rota e caminhar novamente com o atual prefeito Hilton Gomes. A aliança teve o aval do deputado estadual Georgiano Neto. Quando Zé Carlos venceu a eleição de prefeito seu vice era Hilton Gomes. Depois os dois decidiram caminhar separados e agora retomam a parceria para impedir que se repita o que vem acontecendo em Campo Maior.

Nas redes sociais, Hilton agradeceu a confiança de Zé Carlos por retomar a parceria. “Quero agradecer ao Deputado Georgiano e a esse grande líder Zé Carlos Bandeira que novamente passar a caminhar com a gente em prol do nosso povo”, disse ao lado do Deputado Estadual Georgiano Neto que testemunhou a celebração da aliança.

Zé Carlos argumentou que sua decisão foi em defesa de Jatobá. “Quero anunciar às famílias de Jatobá, diante dessa decisão que estamos tomando em prol de uma Jatobá melhor junto ao nosso deputado (Georgiano) e ao prefeito Hilton onde já tivemos a oportunidade de fazer uma campanha juntos e saímos vitoriosos e agora vamos caminhar juntos também para que a gente esteja voltando novamente com Hilton como prefeito em 2025”, carimbou o ex-prefeito.

Nos bastidores circula a informação que mais lideranças se preparam para se afastar de Dogim entre os motivos estão o receio de novas operações da polícia federal.

Mais de Blog da Redação