Curta a nossa página
 
23/09 18h06 2020 Você está aqui: Home / Cidades Bianca Viana Imprimir postagem

PI: Onze municípios decretaram situação de emergência por causa da seca, segundo Defesa Civil

Outros 31 municípios também estão em processo de decretação em decorrência da estiagem. São eles:

A Defesa Civil Estadual apontou que 11 municípios do Piauí já decretaram situação de emergência por causa da seca. Além disso, de acordo com o Monitor de Secas realizado pela Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), subiu de 16,82% para 79,29%, entre os meses de julho e agosto, a área de estiagem no estado.

As cidades que estão sofrendo com a severidade do fenômeno e tiveram que decretar estado de emergência são: Caridade do Piauí, Marcolândia, Anísio de Abreu, Paulistana, Curral Novo do Piauí, Coronel José Dias, Dirceu Arcoverde, Simões, Betânia do Piauí, São Francisco de Assis do Piauí e Vila Nova do Piauí.

Outros 31 municípios também estão em processo de decretação em decorrência da estiagem. São eles:

  1. Acauã
  2. Alagoinha do Piauí
  3. Alegrete do Piauí
  4. Avelino Lopes
  5. Belém do Piauí
  6. Bonfim do Piauí
  7. Caldeirão Grande do Piauí
  8. Campo Alegre do Fidalgo
  9. Capitão Gervásio Oliveira
  10. Caracol
  11. Curimatá
  12. Dom Inocêncio
  13. Fartura do Piauí
  14. Francisco Macedo
  15. Francisco Santos
  16. Fronteiras
  17. Guaribas
  18. Jurema
  19. Jacobina
  20. Júlio Borges
  21. Lagoa do Barro do Piauí
  22. Massapê do Piauí
  23. Monsenhor Hipólito
  24. Morro Cabeça no Tempo
  25. Padre Marcos
  26. Pio IX
  27. Queimada Nova
  28. São Braz do Piauí
  29. São Raimundo Nonato
  30. São Julião
  31. Várzea Branca

 

O secretário de Estado da Defesa Civil, Geraldo Magela, informou que os efeitos da estiagem demoraram a chegar neste ano em decorrência da expansão do período chuvoso. Ele também ressaltou que os trabalhos realizados pelo órgão têm como objetivo amenizar os impactos deste fenômeno na população.

“Nesse ano o período chuvoso se estendeu um pouco mais e os efeitos da seca, que normalmente chegam nos meses de julho e agosto, agora começaram em setembro. É importante salientar que o Nordeste é a região semiárida mais populosa da terra. Existem regiões mais secas, mas com uma população muito menor. Então, o que podemos fazer é diminuir os efeitos da seca sobre a população, porque é uma questão geográfica e não podemos mudar o clima”, explicou.

Porém, houve também a expansão da seca para o centro e oeste do estado que, segundo a ANA, se deu pela pouca incidência de precipitações em agosto, assim como no último trimestre do ano. Os impactos serão de curto e longo prazo no sul do Piauí e de curto prazo nas demais áreas do território piauiense.

Geraldo Magela destacou algumas medidas adotadas pelos governos para amparar a população afetada pela estiagem. “Ao longo dos anos, os governos já vêm trabalhando para melhorar essa situação. Seja através de construção de açudes, de adutoras e levar água para a população. Mas, à medida que não é possível ainda atender todos, nessa época do ano nós entramos com a Operação Carro-pipa”, afirmou o secretário.


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
lista mais

Artigos relacionados