Curta a nossa página
 
13/04 10h59 2021 Você está aqui: Home / Sigefredo Pacheco Da Redação/Sigefredo Pacheco Imprimir postagem

Sigefredo Pacheco

Da Redação/Sigefredo Pacheco

campomaioremfoco@hotmail.com

Você está aqui: Home / Da Redação/Sigefredo Pacheco - com Sigefredo Pacheco

Dívida em compra de gado vira caso de polícia em Sigefredo Pacheco (PI)

O lavrador identificado como Manoel Leitão e o autônomo Ferreira Filho, ambos moradores da zona rural de Sigefredo Pacheco (PI), foram parar na delegacia regional de Campo Maior após confusão motivada por uma dívida na compra de cabeças de gado.

Ferreira Filho foi candidato a vereador em Sigefredo Pacheco em 2008 e 2012, pelo Partido dos Trabalhadores (PT), ficando na suplência nas duas oportunidades. Na última eleição em 2020 foi candidato a prefeito pelo (PSB).

Entenda o Caso

Manoel Leitão relatou que há cerca de 05 anos vendeu para Ferreira Filho, 22 cabeças de gado. Em dezembro de 2020, após atrasos nos pagamentos, foi feito um contrato referente ao restante da dívida, que foi calculada no valor de R$ 15.500 (Quinze mil e quinhentos reais), dividido em 06 notas promissórias de R$ 500,00 e uma no valor de R$ 12.500 reais.

Segundo Manoel, devido à demora no pagamento dos valores restantes, no último domingo (11/04), ele foi pegar os animais de volta, como forma de saldar a dívida, e ao chegar na propriedade de Ferreira Filho, o mesmo chamou a polícia e os dois foram conduzidos à delegacia.

De acordo com o delegado Antônio Herbster, da 5ª delegacia regional em Campo Maior, foi registrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). E os dois envolvidos foram ouvidos.  

No depoimento, Manoel explicou o ocorrido. Disse que em janeiro de 2021, Ferreira Filho havia ido até sua residência com um comprovante de depósito no valor de R$ 8 mil reais, valor este que segundo Manoel, não havia sido depositado em conta.

Ainda segundo Manoel, Ferreira Filho concordou quando disse que iria buscar o gado de volta.  

Outro lado

A reportagem do Campo Maior Em Foco entrou em contato com o advogado de Ferreira Filho para falar sobre o caso. O jurista recebeu as mensagens e disse que falaria sobre o assunto, mas não deu retorno até a publicação da matéria.


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
lista mais

Artigos relacionados