Curta a nossa página
 
25/08 09h45 2015 Você está aqui: Home / Pensando a História Marcus Paixão mvpaixao@yahoo.com.br

Lançamento do Livro sobre origens de Campo Maior gera expectativa

Livro promete trazer documentos e novas informações que podem mudar a já conhecida História de que a Fazenda Bitorocara foi a origem da cidade de Campo Maior

Faltam poucos dias para o lançamento do livro CAMPO MAIOR: ORIGENS. Como o próprio título sugere, a obra busca mostrar ao leitor os primeiros movimentos da colonização das terras de Campo Maior, seguindo nos anos iniciais do século XVIII, passando pela construção da igreja de Santo Antonio, em 1711, a irmandade de Santo Antonio, uma documentação inédita sobre a igreja e o relacionamento dos confrades de Campo Maior com a rainha Maria I. A história cobre parte do século XVII, todo o século XVIII, passando pela fundação da vila de Campo Maior. Apresenta o cotidiano da população, a importante participação do escravo negro na construção da sociedade. Desmistifica alguns mitos, como o da fazenda Bitorocara, o mito de Bernardo de Carvalho e da família Castelo Branco como fundadores de Campo Maior. Alguns leitores da área da História já fizeram uma leitura prévia do livro e um debate dobre o tema “origens” está sendo preparado.

 

Repleto de documentação rara e original, o livro promete ser um dos mais importantes escritos da cidade. Bastante aguardado e circulando rapidamente nas redes sociais, a cada dia a expectativa da população aumenta em torno do lançamento da obra. O livro deve ser lançado no final do mês de agosto ou início de setembro. Conforme o autor (Marcus Paixão), haverá primeiro o lançamento da edição “de luxe”, limitada a 100 exemplares numerados. A edição especial trará vários documentos originais em seu anexo. O livro já conta com o apoio de importantes entidades do Estado do Piauí e da própria cidade de Campo Maior. As reservas dos exemplares especiais estão em ritmo acelerado, em contato direto com o próprio autor. Em novembro sairá a edição convencional, com tiragem de 1000 exemplares, mais simples e sem os importantes anexos que irão constar somente na edição especial “de luxe”. Segundo o autor “essa é uma forma de agradecer a quem está colaborando com a compra da edição especial, pois os mil exemplares da edição convencional dependem diretamente da venda da edição especial”.  Os leitores também terão seus nomes impressos no livro convencional, constando o número da edição e o nome do leitor que comprou a edição especial. O livro promete muito.

 

 

 


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.