Curta a nossa página
 
10/11 09h54 2016 Você está aqui: Home / Blog da Redação Escolha do Editor campomaioremfoco@hotmail.com

Sem Deusdeth de Melo, Comercial pode desistir do Campeonato Piauiense

A diretoria do Bode diz que o time só entra na competição se a obra do estádio for concluída

Representante de Campo Maior na primeira divisão do Campeonato Piauiense do próximo ano, o Comercial pode abandonar a competição. Mesmo com pré-contrato com comissão técnica e boa parte do elenco, a diretoria cogita deixar o Bode de fora caso a reforma do estádio Deusdeth de Melo não seja concluída até janeiro. 


Ao Blog, Chico Wilson, presidente do clube azulino, revela que a diretoria depende de algumas definições para confirmar a presença do Comercial no Estadual. Dentre as condições necessárias para o clube ir à campo, o presidente elege a conclusão da reforma do Deusdeth de Melo como a mais importante. 


“Temos um prazo até 25 de novembro para decidirmos. Dependemos do Estádio de Campo Maior, de um recurso para receber e de uma conversa com o prefeito eleito. Vamos levar um projeto ao Ribinha e saber da intenção dele com o time de Campo Maior. Dependendo da conversa, vamos ver qual a atitude que vamos tomar. E, o estádio. Se não tiver pronto nós não entramos no campeonato”, diz. 


A diretoria mantém contato com o técnico Cícero Monteiro – comandou o time na Série B desse ano e conquistou o acesso a primeira divisão - e com alguns jogadores do time pernambucano do Santa Cruz para caso o clube se confirme na disputa. 


“Possuimos um pré-contrato com o Cícero Monteiro. Ele se encontra em Recife-PE conversando com alguns jogadores, a maioria do Santa Cruz, para deixar algo encaminhado caso confirmarmos nossa participação. Do elenco que disputou a Série B, deve continuar na faixa de cinco jogadores”, revela Chico Wilson. “Até agora está tudo dentro da nossa programação. Mas dependemos do estádio”, ressalta. 


Estádio Deusdeth de Melo 
A segunda etapa da obra de reforma do estádio Deusdeth de Melo entrou na reta final. Depois da instalação, a dificuldade agora é para regar a grama. Na última semana, uma queda de energia provocou defeito na bomba do poço do local. Três funcionários se dividem para regar a grama de forma manual. 


As cabines para a imprensa e o setor das cadeiras permanecem sem a cobertura destruída por uma ventania que atingiu o local. No setor da geral, falta parte do alambrado retirado para na mobilidade da obra. 

 

 

 

 

 

 

A Fundespi 
A Fundação de Esportes do Piauí (Fundespi), órgão responsável pela obra, afirma que até o final do mês de dezembro a reforma será concluída. A entidade diz que providências estão sendo tomadas para o concerto da bomba. O órgão garante ainda a cobertura de cabines, cadeiras e o alambrado da geral devem ser instalados nas próximas semanas. 

 


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.