Facebook
  RSS
  Whatsapp

  08:14

HUT abre protocolo de morte encefálica de criança no Piauí; Polícia investiga suspeita de maus-tratos

 

O Hospital de Urgência de Teresina (HUT) abriu nesta sexta (19) protocolo de morte encefálica de uma menina de três anos chamada Ane Caroline Gomes Nunes, que deu entrada no hospital na segunda (15) com sinais de agressão física. A Polícia Civil informou que está investigando o caso. Conforme a família, a menina estava morando com a mãe em Esperantina, Norte do estado, desde janeiro.

A família informou que a menina e a irmã mais velha, de quatro anos, moravam com a avó paterna em Teresina há vários meses e já estavam, inclusive, matriculadas em escolas da capital. Em janeiro deste ano, a mãe da menina levou-a para morar com ela em Esperantina.

"Só ficamos sabendo quando ela já estava no HUT. Visitei ela e ela está muito machucada mesmo, muito ferida. Nós queremos justiça, que seja punido quem fez isso. Ela está com várias fraturas, no braço, perna, no crânio, clavículas. A família toda está sem chão, muito abalada com tudo que aconteceu", lamentou uma familiar paterna da criança.

A Polícia Civil de Esperantina foi procurada pelo Conselho Tutelar, que foi informado do caso pelo HUT. A investigação foi iniciada, mas, conforme a delegada Polyana Oliveira, ainda não se pode apontar suspeitos.

A delegada disse que estão sendo investigados outros crimes além da suspeita de maus-tratos, mas não deu detalhes de quais. Foram colhidos alguns depoimentos e exames foram requisitados.

Protocolo de morte encefálica

No hospital de Esperantina, a menina deu entrada na segunda (15) e no mesmo dia foi transferida ao HUT, onde chegou já com informação de indícios de agressões físicas.

Nesta sexta (19), foi aberto protocolo de morte encefálica, que ocorre quando o paciente deixa de apresentar alguns sinais cerebrais. Neste momento, não há confirmação do quadro, que depende de exames clínicos e de imagem que estão sendo realizados.

Fonte: G1

Mais de Polícia