Facebook
  RSS
  Whatsapp

  12:54

Seduc efetua pagamentos por PIX das bolsas de monitoria e estágio do Programa Oportunidade Jovem

 

Foi anunciado nesta sexta-feira (10), pelo Secretário de Estado da Educação, Washington Bandeira, o início dos repasses de recursos para os estudantes que participam do Programa Oportunidade Jovem. Com investimento de R$ 742 mil, em novembro, referentes à 4ª parcela de Estágio Obrigatório Remunerado e ao repasse da 2ª parcela de Monitoria Estudantil de Nível Médio. Os valores beneficiam os estudantes da Educação Profissional, Técnica e Tecnológica que fazem parte do programa.

Para o Estágio Obrigatório Remunerado, 1.142 estudantes receberam o pagamento da quarta parcela do Programa Oportunidade Jovem. O montante total investido para remunerar esses estagiários com bolsas de R$ 350,00 atingiu R$ 399.700,00, com os pagamentos sendo realizados via PIX.

No Eixo Monitoria Estudantil de Nível Médio, do Programa Oportunidade Jovem, 979 estudantes recebem a segunda parcela, resultando em um investimento de R$ 342.300,00 por parte da Seduc. Os estudantes monitores recebem bolsas mensais, através do sistema PIX, de R$ 350,00 durante um período de quatro meses.

O secretário Washington Bandeira reforçou a importância desses pagamentos para incentivar os estudantes em relação ao seu desempenho acadêmico. “Este é um compromisso do governador Rafael Fonteles em simplificar e desburocratizar os serviços públicos, inclusive, adotando o sistema de pagamentos via PIX para os estudantes bolsistas de ensino técnico com bolsas de R$ 350,00. Já foram destinados um total de R$ 2.257.396,00 no pagamento de bolsas para os estudantes da Rede Pública Estadual de Ensino nos dois eixos do programa”, informa o gestor.

Oportunidade Jovem

Lançado pelo Governo do Estado em junho deste ano, o Oportunidade Jovem é o maior programa de inclusão produtiva de adolescentes e jovens no mercado de trabalho da história do Piauí, que busca oportunizar o início da jornada de experiência profissional.

A iniciativa atua em quatro eixos: monitoria estudantil; estágio (curricular obrigatório e extracurricular); aprendizagem profissional; e primeira oportunidade de trabalho e emprego. Todas com contrapartida do Governo no pagamento de bolsas e parte do salário dos jovens por um período determinado, seja em instituições privadas ou públicas. Secretário de Estado da Educação ser (Seduc), Washigton Bandeira,

Mais de Educação