Facebook
  RSS
  Whatsapp

  03:19

Visita à vovó

 Fonte: imagem da internet

Foi uma felicidade quando um dos filhos ligou para a mãe dizendo que a família  passaria o dia com aquela senhora. Há meses que a senhorinha não via os parentes. Naquela manhã a vovó poria a solidão fora de casa. A família da velhinha era um povo que gostava de comer muito. Agora lembrar o prato que cada um gostava era um desafio!.  

Para isso havia um aliado fiel, o celular. E ela ligou para cada um deles. A conversa rápida rendeu-lhe trabalho. “Mamãe, eu gosto disso”. “Vovó, eu gosto daquilo”.  “Sorvete de sobremesa, vó”. “Adoro musse, sogrinha”. A velhinha moderna aprendeu com os netos a usufruir da internet no celular: pesquisou receitas e procurou assuntos do momento que pudesse falar com todos. Coisa boa essa internet,  uma invenção divina!  

A família reunia-se novamente. Foi uma felicidade vê-los sorrindo e falando todos os gerúndios possíveis àquela ocasião. Conversaram os assuntos triviais e os comentários de sempre. Mesmo assim a velhinha era só felicidades.  

O choro da matriarca comoveu todos. Vieram desculpas corriqueiras: a semana de trabalho afastou-os os filhos da casa materna; as amizades adolescentes só perdiam para as redes virtuais; as atividades extracurriculares inundavam a vida das crianças-executivas. Desculpas aceitas, a senhora correu à cozinha fazer café e doces a todos. De lá a senhorinha conversava em voz alta para vencer as paredes mudas e frias. Paredes impedem as pessoas de conversar. São muros de Berlim domésticos. 

Um minuto e ela já falava sozinha. Ao chegar à sala viu a cena. Silêncio bizarro, corpos curvados, olhos no celular. Um segundo, dois minutos, três horas. Rendida à nova solidão a vovó senta-se no sofá vendo a família conectada ao outro lado da vida: redes sociais, streaming de filmes, shows, jogos on-line, fake e news. Solitária em meio aos familiares a presença da avó era definitivamente deletada pela internet dos celulares.  

Só perceberam que a velha tinha morrido quando o sinal do wi-fi caiu.

Mais de Antônio JMS