Facebook
  RSS
  Whatsapp

  03:13

Marcha para Satanás fracassa pelo Brasil e termina com duas pessoas detidas

O movimento diz que luta contra a ampliação da isenção de impostos perante as igrejas, intervenção de grupos religiosos no âmbito do STF, congresso e modificações na Lei de Atendimento de Vítimas de Violência Sexual, entre outros.

 Manifestantes em São Paulo. Foto: Veja

A "marcha para satanás" foi um fiasco. Marcada para ocorrer em outras 14 cidades do país, o evento que, segundo a ideia divulgada em uma pagina fake, visava protestar pela ampliação da isenção de impostos perante as igrejas, intervenção de grupos religiosos no âmbito do STF, congresso e modificações na Lei de Atendimento de Vítimas de Violência Sexual, entre outros.

 

No Mato Groso, estado em que o movimento supostamente teria surgido, seis curisosos se reuniram na Praça das Bandeira, em Cuiabá, local marcado para acontecer a concentração. Até as 18h30 reuniram-se apenas seis curiosos e oito policiais militares e representantes da Secretaria de Ordem Pública da Prefeitura de Cuiabá. Duas jovens foram encaminhadas para a delegacia, já que uma delas teria permitido o uso de bebida alcóolica por uma adolescente.

 

Manifestantes:

Quem foi, explica que o intuito não era causar constrangimento, tampouco tumulto com a polícia. Um jovem que não quis se identificar, avalia. “O intuito do movimento é chamar as pessoas que são ateias e não creem em nada, uma forma delas virem e olharem de outra forma. Dizem ‘ah, porque Satã’, espera, você sabe que significa Satanás? Cada um tem uma religião. De fato, eu mesmo, particularmente, sou quimbandeiro, eu carrego um patuá, minha família vem da umbanda...]”, conclui.

 

Manifestantes no Mato grosso

 

Já Antônio Ribeiro, especialista em NR35 (trabalhos em altura), levou a proposta a sério e manifestou seu parecer. “Eu vim pelo respeito que tenho a Satanás. Claro que Deus manda, mas Satanás foi expulso do céu para o inferno. Consta nas escrituras que ‘o mundo jaz no maligno’. Ou seja, se nós vivemos no mal, em um planeta que já é do mal, eu venho pelo respeito. Concordo com o trabalho da PM, estão de parabéns e não concordo com o pessoal que não veio ao evento por medo!”, ironiza.

 

 

Evento em São Paulo: 

Já na capital paulista, o evento aconteceu, e às 16h reuniu 150 pessoas. O ato percorreu a Avenida Paulista, com acompanhamento da PM e sem transtornos, para o temor dos cristãos que se reuniram para ler a Bíblia enquanto o evento passava. Seguindo os mesmos moldes, os manifestantes reivindicavam o fim da teocracia na política e da isenção de impostos à igrejas. No início da tarde, um grupo católico se reuniu neste em frente à Catedral da Sé, no centro, para rezar o terço em desagravo pela Marcha para Satanás.

Da Redação. campomaioremfoco@hotmail.com

Mais de Brasil