Curta a nossa página
 
11/05 08h55 2021 Você está aqui: Home / Esportes Da Redação Imprimir postagem

Torcedores do Atlético – MG se rebelam contra treinador Cuca

Com apenas 1 mês a frente da equipe mineira, o técnico está sendo cobrado e responsabilizado pelo baixo desempenho do time não só na estreia da Libertadores, como também no campeonato estadual.

Definitivamente, ser treinador de futebol é acima de qualquer coisa aguentar pressão. É muito comum ver episódios em que a torcida se revolta com o técnico quando o time não apresenta os resultados esperados. Mas até onde essas ações servem de estímulo e encorajamento para os ‘professores’?

O episódio mais recente aconteceu com o treinador Cuca, do Atlético-MG, quando o time não correspondeu as expectativas dos torcedores e empatou com o Deportivo La Guaira, pela Libertadores. A taça Libertadores é um campeonato de competitividade intensa, que movimenta desde os clubes, até as casas de apostas esportivas como a Bet365. E talvez esse seja o motivo de tanta cobrança.

Com apenas 1 mês a frente da equipe mineira, o técnico está sendo cobrado e responsabilizado pelo baixo desempenho do time não só na estreia da Libertadores, como também no campeonato estadual. Os torcedores acreditam que se faz necessário ajustes drásticos para que os jogadores consigam render mais em campo.

Não satisfeitos com as manifestações orais sobre a insatisfação, alguns integrantes da torcida resolveram dar ainda mais ênfase a decepção e picharam o tapume da obra da Arena MRV, futuro estádio do Galo, com a frase: Fora Cuca. De acordo com o portal Sportbuzz, as obras que irão dar uma nova casa ao Atlético-MG completaram um ano de execução e a previsão é que o estádio seja inaugurado em outubro de 2022.

O momento pelo qual o clube está passando não é, de fato, muito bom. A derrota contra o principal rival, Cruzeiro, aflorou o descontentamento dos torcedores e deixou o Cuca em maus lençóis. O técnico se defende e diz que se sente pressionado. Recentemente, ele precisou ser substituído pelo irmão, Cuquinha (seu auxiliar), pois estava suspenso no jogo em Caracas. 

Apesar dos resultados negativos e da insatisfação da torcida, os rumores é que ele permaneça no comando do time durante o campeonato. Há pouco mais de um mês, Cuca substituiu o Jorge Sampaoli e por isso a direção do clube acredita que seja necessário mais tempo para que seja feita uma análise concreta e justa.

O futebol brasileiro tem um histórico de descartar técnicos em curtos períodos de tempo e isso, muitas vezes, termina interrompendo trabalhos que poderiam render bons frutos a longo prazo. Resta saber quantas vezes essas decisões são tomadas pelas diretorias por realmente compreender ser a melhor opção ou por ceder as pressões das torcidas.


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.