Curta a nossa página
 
12/05 23h03 2020 Você está aqui: Home / Cidades Da Redação Imprimir postagem

Três piauiense são presos por sequestro de empresário no Maranhão; advogados são detidos

Três piauienses, naturais de Teresina, e dois advogados foram presos entre a noite de ontem, segunda-feira (11/05), e manhã desta terça-feira, na operação da polícia do Maranhão contra uma quadrilha de cinco homens que invadiu a casa do empresário conhecido como "Carlinho das Colchas" no último domingo na cidade de Dom Pedro, (MA), Na fuga os bandidos levaram as duas filhas, ou noras, do empresário como reféns e dois bandidos, os dois de Timon-MA, foram mortos em troca de tiros com a polícia.  

AS PRISÕES

Por volta das 23hs de ontem, a polícia fez uma abordagem a um carro em atitude suspeita no povoado Olho D’água dos Mirandas, na zona rural de Bom Lugar (MA). No carro, estava o criminoso Gustavo Sena Carvalho, vulgo Cancoso, 22 anos, preso várias vezes em Teresina por tráfico de drogas. Ele estava sendo resgatado por dois advogados identificados por Denilson de Sousa dos Santos,  37 anos, e  Hildenburg Menezes Chaves de 47. Não se sabe se os advogados também são piauienses.

Gustavo Sena Carvalho

Denilson de Sousa

Hildenburg Menezes

De acordo com os policiais, mais dois suspeitos estavam no carro modelo Corola que furou um bloqueio na MA-245. Houve perseguição da Força Tática e o veículo foi parado a cerca de 3km do local. Antes da chegada da polícia, os dois suspeitos fugiram pelo mato. Gustavo e os dois advogados foram levados para a delegacia de Bacabal. Os advogados disseram que iriam apresentar os clientes à polícia.

No carro foram encontradas 2 pistolas calibre .40, sendo uma pistola pertencente à PMPI, numeração SGN 16378 e outra com brasão raspado, numeração FAC 17474, com 3 carregadores e 23 munições.

Já na manhã desta terça-feira (12) os dois suspeitos que fugiram pelo mato se entregaram à polícia. São naturais de Teresina e foram identificados por Raimundo Marciano da Silva Oliveira, de 28 anos, e Wanderson Carlos Magalhaes Batista, de 26 anos. 

DOIS MORTOS

Ainda nos domingos, após o sequestro na casa do empresário, dois suspeitos foram mortos em troca de tiros com a polícia. Waleff Ruydeglan Santos Sousa, vulgo Walef, de 27 anos, e Rodolpho Willian, ambos de Timon/MA. Waleff foi preso várias vezes em Timon, uma delas em 2017, junto com a própria mãe, por tráfico de drogas. Rodolpho Willian foi preso em 2017 na cidade de Altos-PI com um veículo roubado. 

Com as prisões desta terça-feira, a polícia encerra a caçado aos membros da quadrilha. Eram, portanto, cinco homens. Dois foram mortos, três foram presos e mais dois advogados presos por tentarem dá fuga aos criminosos.

Waleff foi presos várias vezes. Uma dela junto com a mãe, abaixo, em 2017

Rodolfo William foi preso na cidade de Altos em 2017, após denúncias de que ele e mais três estavam roubando baterias de torre de telefoni em Pau D'arco. A polícia não encontrou nada com os suspeitos, mas o carro que eles andavam era roubado. Rodolfo se disse dono do veiculo e acabou preso. 


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.