Curta a nossa página
 
24/05 09h08 2016 Você está aqui: Home / Boqueirão do Piauí Da Redação/Boqueirão Imprimir postagem

Boqueirão do Piauí

Da Redação/Boqueirão

campomaioremfoco@hotmail.com

Você está aqui: Home / Da Redação/Boqueirão - com Boqueirão do Piauí

Diretor de maternidade de Campo Maior fala sobre a morte de mãe e bebê

Nayla já tinha uma filha de 2 anos de idade. Ela era funcionária da câmara de vereadores de Boqueirão do Piauí

O diretor da Maternidade Sigefredo Pacheco, médico James Torres, falou na manha desta terça-feira sobre a morte de uma mãe e seu bebê, ocorridas na manhã de ontem, segunda-feira, naquela casa de saúde. Nayla Araujo de Assis, 29 anos, era funcionária pública na cidade de Boqueirão do Piauí e estava no nono mês de gestação. Na manhã de ontem ela teve complicação, sendo transferida de Boqueirão para Campo Maior, dando entrada na maternidade, mas acabou falecendo ela e o bebê.

 

James Torres falou a uma emissora de rádio, para responder a supostos comentários de negligência médica no caso. Segundo James, há alguns dias foi constatado picos de hipertensão arterial na paciente, o que é grave; que a vítima já tinha passado por uma cesariana na maternidade Evangelina Rosa e teria sido aconselhada a voltar ao local, caso tivesse uma gravidez; e que um profissional de Campo Maior já tinha alertado que sua gravidez era de risco.

 

Médico disse que foi feito o possível e não houve negligência médica em Campo Maior

 

O diretor disse que a medicina é eficiente, mas em alguns casos não consegue evitar óbitos. Segundo James, Nayla começou a apresentar picos de pressão arterial por volta de 03:00hs e chegou à maternidade por volta de 07:00hs. Houve um descolamento prematuro da placenta, provocando hemorragia intensa por quase três horas.

 

Segundo o médico, foi feita uma intervenção Cesário e o útero estava cheio de sangue, que matou o bebê por asfixia. Neste momento a mãe ainda estava conversando com os médicos, consciente, mas houve uma parada cardiorrespiratória. Voltou a ter uma melhora, ficar consciência novamente, mas piorou novamente. Ele disse que foi feito o possível para salvar a vida da mãe.

 

James Torres disse que há 17 anos não existia uma morte de mãe na maternidade. 


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.