Curta a nossa página
 
22/09 11h37 2020 Você está aqui: Home / Boqueirão do Piauí Da Redação/Boqueirão Imprimir postagem

Boqueirão do Piauí

Da Redação/Boqueirão

campomaioremfoco@hotmail.com

Você está aqui: Home / Da Redação/Boqueirão - com Boqueirão do Piauí

Prefeitura de Boqueirão do PI pagou R$ 573 mil a três empresas que não existem no local indicado

Três empresas com endereços na cidade de Campo Maior, mas que não funcionam no local indicado, receberam, de 2015 a 2019, a importância de 573.580,00 (quinhentos e setenta e três mil, quinhentos e oitenta reais) da prefeitura de Boqueirão do Piauí, na região norte do estado.

As empresas não funcionam nos locais indicados. Uma delas, que recebeu R$ 209.700,00 para lavagem de caixas d’águas, tem o endereço de uma loja de venda de peças para veículos automotores na Avenida Demerval Lobão; as outras duas têm o endereço, de uma casa de família que vive a maior parte do tempo fechada. Uma recebeu R$ 162.000,00 para serviços de contabilidades; a outra recebeu R$ 201.880,00 também para lavagem de caixas d’água.

PRIMEIRA EMPRESA PARA LAVAR CAIXA DÁGUA

Em junho deste ano, o Tribunal de Contas do Piauí (TCE) divulgou um relatório, em virtude do julgamento das contas do prefeito Valdemir Alves da Silva “Solteiro” (PT), onde apontava irregularidades na constatação de uma empresa com endereço na Avenida Demerval Lobão, em Campo Maior, para lavagem de caixas d’água. Segundo o relatório, havia ausência de licitação e diferença entre os valores contratados e pagos. No contrato em questão, segundo o TCE-PI, o valor a ser pago pelo município seria de R$ 13.980,00, mas os pagamentos, em 2015, chegaram R$ 153.780,00.

Em reportagem do Em Foco, de acordo com os balancetes, foram encontrou pagamentos para a mesma empresa no ano de 2016, totalizando R$ 55.920,00, de janeiro a abril daquele ano, em parcelas mensais de R$ 13.980,00. Em vez de pouco mais de 13 mil previsto no contrato, a empresa recebeu, na verdade, R$ 209.700,00.

SEGUNDO EMPRESA PARA SERVIÇO DE CONTABILIDADE

Os balancetes também levaram a identificação de outra empresa com nome semelhante, que também recebeu recursos públicos em Boqueirão do Piauí. Esta, com endereço na Rua Adelmar Mendes, 553, Centro de Campo Maio-PI, aparece como prestadora de serviços de contabilidade. O Em Foco esteve no local e encontrou uma casa de família, em frente da 5º Gerencia Regional de Educação, onde, segundo vizinhos, vive mais é fechada. Por lá, nem uma placa de identificação existia no dia em que a reportagem esteve no local.

A empresa recebeu, de 2015 a 2020, a importância de R$ 162.000,00. Em algumas notas de empenho, o endereço da empresa aparece Rua Adelmar Mendes, porém a cidade é Teresina-PI.

O Em Foco divulgou matéria sobre esse fato no último dia 11 e um representante da empresa chegou a fazer contato com a redação alegando que a empresa tem um escritório em Teresina para facilitar contato com os gestores. Ficou de enviar uma nota.

TERCEIRA EMPRESA PARA LAVAR CAIXA DÁGUA

Ainda nos balancetes, consta uma terceira empresa que também recebeu pagamentos da prefeitura de Boqueirão. A empresa está registrada no mesmo endereço da empresa de contabilidade e recebeu, no ano de 2017, o montante de R$ 201.880,00. O serviço prestado é o mesmo da primeira empresa sediada na Avenida Demerval Lobão: lavagem de caixas d’água.

VALOR TOTAL ULTRAPASSA MEIO MILHÃO DE REAIS: R$ 573.580,00

As três empresas com nomes semelhantes, duas delas no mesmo endereço, receberam mais de meio milhão de reais dos cofres públicos de Boqueirão do Piauí. Deste valor, R$ 411.580,00 foram para lavagem de caixas d’água com pagamentos mensais que ultrapassam os 16 mil. O restante do valor foi para serviços de contabilidade.

O QUE DIZ A PREFEITURA

Na matéria do dia 11 de setembro, o Em Foco falou com o prefeito Solteiro. Questionado sobre a empresa [que não funcionaria no local indicado], ele reconheceu que a prefeitura mantém contrato com a mesma, mas disse que não sabia ao certo que tipo de serviço ela prestava, mas achava que era limpeza de prédios públicos, por que a empresa, segundo o gestor, tem vários ramos de atividades.

“Ela cobre várias coisas. Vocês já publicaram matéria sobre isso. Botaram peças de carros” disse o gestor, se referindo à matéria do mês de junho sobre o relatório do TCE que apontava a loja de venda de peças de para veículos como empresa de lavagem de caixas d’água.

Quando alertado que a empresa de peças de carros tem endereço na Avenida Demerval Lobão e se seria a mesma empresa de contabilidade sediada na Rua Adelmar Mendes, ou seja, uma empresa com dois endereços, o prefeito disse que disse que não sabia. De fato, não se tratam da mesma empresa.

“Agora aí eu não sei. Tem que ver o telefone da empresa e consultar com eles. Eu sei o endereço da prefeitura. Dessa empresa eu não sei não” disse Solteiro.

O prefeito foi avisado pela reportagem de que se tratava de duas empresas: Uma para serviços de contabilidade e outra para lavagem de caixa d’água. Solteiro voltou a afirmar que a empresa presta vários tipos de serviços e que não estava na prefeitura para ver os serviços. E apenas questionou ao repórter se não pode uma empresa ter vários ramos de atividades?

“Não pode não, será. Você puxa a ficha todinha e ver se pode. Aí faça a matéria direitinha. Puxa pra ver se cobre ou não [as atividades]. Eu não sei lhe informar não”, concluiu o gestor.

Nesta terça-feira, a reportagem voltou a procurar o prefeito, para saber como são feitos esses serviços de limpeza das caixas, as datas em que eles acontecem, o cronograma e avisos que devem ser publicados para a população, uma vez que deve faltar água nos dias de limpeza, haja vista que deve ser usado produtos químicos; a lista de trabalhadores que a empresa manda ao município, o técnico que responde pela adição de produtos quimicos na limpeza; os pordutos usados, mas as ligações não foram atendidas.

A reportagem procurou também a então secretaria de finanças que, junto com o prefeito, autoriza pagamentos,mas Genir Ferreira, que se afastou do cargo e é pré-candidata a prefeita, não foi localizada.

O espaço fica aberto.

O Em Foco também tentou contato com pelo menos três vereadores do município para questionar se eles sabem desses "multirões" de limpezas de caixas dáguas no municipio, mas nenhuma ligação foi atendida. 


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.