Curta a nossa página
 
20/07 19h11 2020 Você está aqui: Home / Boqueirão do Piauí Da Redação/Boqueirão Imprimir postagem

Boqueirão do Piauí

Da Redação/Boqueirão

campomaioremfoco@hotmail.com

Você está aqui: Home / Da Redação/Boqueirão - com Boqueirão do Piauí

Boqueirão-PI: Câmara barra projeto de prefeito para aumentar a contribuição para os servidores

Os parlamentares que votaram a favor do projeto não levaram em conta a opinião dos servidores que comemoraram a reprovação do projeto e uma vitória da categoria.

A Câmara de vereadores de Boqueirão do Piauí barrou um Projeto de Lei encaminhado pelo prefeito Valmir Alves “Solteiro” (PT), que pretendia aumentar o valor da contribuição previdenciária dos servidores de 11 para 14%. A sessão, em regime de urgência, aconteceu no último sábado (18).

Os vereadores Ângelo Machado, Zeca Pinto, Natália Lima e Zé Raimundo votaram contra os servidores, e favoráveis ao prefeito, pelo aumento da contribuição. Já os vereadores Paulo Aninha, Carlinhos Bernardo, Zé Cazuza e Edmilson Bernardo votaram contra o projeto. Empatado em 4x4, o presidente da Câmara, vereador Elielton Soares desempatou e votou contra o aumento, reprovando o Projeto.

Os parlamentares que votaram a favor do projeto não levaram em conta a opinião dos servidores que comemoraram a reprovação do projeto e uma vitória da categoria.

NOTÍCIA RELACIONADA: Prefeito de Boqueirão do Piauí tem contas aprovadas com ressalvas a aplicação de multas

PREVIDÊNCIA TEVE DESVIO DE R$ 376.883,78

O Tribunal de Contas do Piauí reprovou por unanimidade as contas do Fundo Municipal de Previdência Social de Boqueirão do Piauí referente ao ano de 2015. Segundo relatório do TCE, durante o ano de 2015 o prefeito Valmir Alves deixou de recolher integralmente as contribuições previdenciárias no período de janeiro a dezembro de 2015. 

Segundo o Conselheiro Delano Câmara, o prefeito Solteiro deixou de recolher um total de R$ 376.883,78 do Fundo Previdenciário, sendo R$ 283.345,56 da parte patronal, ou seja, a parte que a prefeitura deveria depositar; e R$ 93.538,21 do servidor, ou seja, a parte que era descontada no contra cheque dos servidores. Não se sabe com que o gestor gastou o dinheiro. Uma renegociação foi feita para o que município pague o valor desviado.


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.