Curta a nossa página
 
04/10 23h09 2015 Você está aqui: Home / Blog da Ana Ana Maria Cunha campomaioremfoco@hotmail.com

UM MERGULHO NO PASSADO

A maior alegria do mestre é saber que seu discípulo está bem, que é bem sucedido, que soube aproveitar bem o que lhe foi ensinado

Ao ser convidada, a pouco mais de dois meses por um amigo, ex aluno do Patronato Nossa Senhora de Lourdes, a participar de um encontro de ex-alunos da turma que concluiu o Ensino Fundamental em 1996, nunca imaginei viver tantas e tão fortes emoções. 

 

Rever aquele lugar, aqueles jovens que concluíram há 19 anos seu ensino fundamental, ouvir seus relatos de vida, conhecer seus esposos, esposas e seus filhos. Vê-los felizes, seguindo seu curso da vida com tranqüilidade. Saber que todos são gratos pelos ensinamentos – as vezes até rígido – que receberam ali, no recinto da escola a quem tão honrosamente servi por longos e preciosos 15 anos de minha vida, foi muito gratificante.

 

Acho que a maior alegria do mestre é saber que seu discípulo está bem, que é bem sucedido, que soube aproveitar bem o que lhe foi ensinado. Foi esta a sensação que tive ao rever estes alunos queridos. Na verdade eles não foram diretamente meus alunos, eu era professora do Ensino Medio, e coordenadora pedagógica do Ensino Fundamental, e saí da escola em janeiro de 1997. Aquele 1996, portanto, foi o último ano em que trabalhei ali... Em janeiro de 97 mudei-me para Teresina... Mas confesso que nestes 19 anos em que estou ausente, nunca uma turma havia me convidado para participar de uma confraternização de reencontro. E na verdade acho que nunca houve uma antes. Esta é a primeira vez que ex alunos se reúnem para viverem momentos de alegria, descontração e amizade. Foi tudo muito bem organizado, muito bem aproveitado.

 

Eles visitaram as dependências da escola, sua sala de aula, o salão e a quadra. Falaram de fatos ocorridos na época, como quadrilhas, excursões, e outros detalhes que foram importantes no momento e que, ao serem relembrados, arrancaram gostosas gargalhadas de todos. Assistiram ainda, alguns filmes onde dançaram as famosas quadrilhas da escola, exibiram velhas fotos, etc. Em fim, eles deram um mergulho no passado para entender o presente. Tudo isso de forma muito saudável e descontraída. Parece até que o tempo não passara, que estavam ali, não os advogados, médicos, professores, empresários, jornalistas bem sucedidos de agora, mas garotos de seus 17 anos de então. Era como se fossem os velhos amigos que nunca se separaram um dia sequer. Dos 40 alunos daquela turma apenas metade pode estar presente. Mas estes fizeram toda a diferença.   

 

Foi muito bom estar com eles, fui convidada por ter feito parte de suas historias. Acredito que, se viva fosse, nossa mestra maior Madre Juliana, que na época era a diretora, teria ficado tão feliz quanto eu. Infelizmente dos professores e funcionários da turma, só a Tia Dina, Elvina, a Naldia e o Carlos Silva compareceram.... Os demais pegaram falta, mas mesmo não estando presentes, foram lembrados com carinho. Após o encontro no Patronato, fomos participar do churrasco que aconteceu na casa da ex-aluna, Diana Alencar, com direito a música ao vivo e tudo.

 

Eu gostaria de parabenizar a todos e agradecer pelo convite carinhoso que recebi. Dizer de minha felicidade de ter contribuído de forma positiva para o sucesso destes alunos. Reforçar que vale a pena estudar, pois de fato, quem estuda Deus ajuda. Pelo estudo podemos chegar aonde nossa imaginação desejar. Reconhecer que o reencontro foi o resultado de muito esforço de um dos alunos o Edvaldo Saraiva, que mobilizou meio mundo para localizar todos os ex-colegas, mas que, todo esforço foi recompensado, pois vivemos uma festa linda.

 


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.