Facebook
  RSS
  Whatsapp

  16:55

PC cumpre mandado em Alto Longá (PI) contra esquema milionário de fraude em empresas de varejo no Piauí

 Fotos: divulgações/PC

A Polícia Civil do Piauí executou, nesta quarta-feira (15), uma série de medidas cautelares, incluindo a prisão temporária, busca e apreensão, e afastamento de sigilo de dados, dirigidas a indivíduos e entidades envolvidas em um complexo esquema de fraude corporativa contra empresas do setor de varejo. A operação aconteceu em Alto Longá e Teresina, além de cidades no Maranhão e Rio Grande do Norte.

O inquérito policial revelou a emissão de notas fiscais frias e superfaturadas, e desvio de peças de veículos do setor de oficina, com prejuízos estimados em mais de R$ 3 milhões. As investigações apontaram para a existência de uma associação criminosa entre ex-funcionários e fornecedores de peças e serviços automotivos.

Segundo a polícia, ao todo, foram expedidos 23 mandados de prisão temporária e a suspensão das atividades econômicas de empresas que, de acordo com os indícios, eram usadas para facilitar as práticas criminosas.

Investigações adicionais sugerem que esta organização criminosa pode ter lesado outras empresas, indicando um padrão de comportamento fraudulento que se estende além do caso inicialmente identificado.

Para assegurar a eficácia da operação e a recuperação dos ativos financeiros, foi determinado judicialmente o bloqueio de contas bancárias e o sequestro de bens, incluindo veículos automotores dos investigados ou das pessoas jurídicas implicadas. Essas medidas visam impedir a dissipação de patrimônio e garantir a reparação dos danos causados pela atividade ilícita.

Mais de Alto Longa - PI