Facebook
  RSS
  Whatsapp

  23:45

CAMPO MAIOR: Casas que João Félix prometeu dar para o povo serão VENDIDAS e financiadas pela Caixa

 

Sabe a promessa de construção de 2 mil casas para famílias carentes que o prefeito João Félix fez para vencer a eleição de 2020 em Campo Maior? Pois é, tudo indica que foi um grande estelionato eleitoral. É que após muita cobrança popular e com a proximidade de um novo pleito eleitoral, ele decidiu lançar um programa habitacional, mas para decepção geral as casas serão VENDIDAS e não doadas como prometeu.

A informação foi dada pelo próprio gestor em entrevista concedida à Rádio Meio Norte nesta sexta-feira (16). Ele falou que serão construídas 300 habitações e não mais 2 mil como prometeu antes da ser eleito. O Prefeito não informou qual construtora irá fazer as vendas.

“Essas casas não serão isentas de pagamento”, confirmou o prefeito informando que serão construídas dois tipos de casas, as do tipo 1 para pessoas que recebe de um a dois salários e as do tipo 2 para quem recebe até R$ 4 mil reais. Do tipo 1 pagará prestações de R$ 200 a R$ 300 reais e do tipo 2 pagará de R$ 400 a R$ 500 reais

Portanto, as casas na verdade serão FINANCIADAS pela Caixa Econômica Federal, assim como já fazem as diversas construtoras que existem na cidade, e para ser contemplado o interessado precisará comprovar renda e ter o nome limpo. O que chamou atenção também foi que na lista de documentos necessários a prefeitura está exigindo até Carteira de Habilitação.

DE MAL COM O POVO

Encantado com o barulho dos bajuladores em grupos de whatsapp, o prefeito esperava ser recebido na rádio só com elogios, mas foi preciso parar o telefone da rádio durante a entrevista diante de tantas ligações relatando problemas na gestão. Moradores do entorno da Praça Bona Primo ligaram reclamando de lama e desorganização do festejo. Teve servidor contratado reclamando de quase seis meses de salários atrasados. Mãe de aluno reclamando da falta de transporte escolar na zona rural. E por aí vai... Parece que só tá bom mesmo para quem estar cursando medicina as custas da prefeitura.

Mais de Wesley Paz