Curta a nossa página
 
27/06 13h30 2022 Você está aqui: Home / Mundo Da Redação Imprimir postagem

Nos EUA, homem é procurado pela polícia por 20 dias para receber prêmio de R$ 1,1 milhão

Jovem havia ganhado premiação, mas máquina do casino quebrou e ele não percebeu

Para quem busca boas oportunidades em qualquer cassino online Brasil, sempre sonhando com bons prêmios, ter a frustração de não ganhar nada é horrível. Foi mais ou menos isso que aconteceu com o norte-americano Robert Taylor, que foi ao Treasure Island Hotel & Casino, em Las Vegas, no mês passado, com o sonho de ficar rico.

Após muitas rodadas em uma máquina de caça-níqueis, Taylor reuniu seus prêmios que juntos somavam 40 dólares e decidiu ir para casa. Se não havia ficado rico, ao menos tinha se divertido em meio aos jogos e atrações que os cassinos americanos apresentam quase todas às noites aos seus visitantes.

A partir daí, a história ganhou contornos cinematográficos, quase um filme de hollywood. A máquina que Taylor havia feito suas apostas começou a apresentar alguns defeitos. Quando os técnicos do cassino foram fazer a manutenção, perceberam que a aposta feita por Taylor era a vencedora. E ele tinha direito a um primeiro de quase 230 mil dólares, cerca de R$ 1,1 milhão no câmbio atual.

A partir daí, começou uma espécie de "caçada" à procura do jovem que reside no Arizona. Foram necessárias semanas de "bom e velho trabalho policial" para encontrá-lo e dar-lhe o dinheiro, diz James Taylor (sem parentesco com o vencedor), chefe da divisão de fiscalização do Nevada Gaming Control Board.

“Achamos que seria impossível identificá-lo e encontrá-lo”, disse Taylor à imprensa local nas últimas semanas. "Mas nós realmente nos esforçamos para achá-lo. Foi a coisa certa a fazer para encontrar o dono desse dinheiro", complementou o policial.

A busca em torno do vencedor da bolada levou 20 dias e centenas de horas vasculhando as imagens de vigilância do circuito interno do Cassino. Não havia pistas sobre o nome do vencedor ou de onde ele veio – e como este não era um caso criminal, Taylor, o chefe de fiscalização, disse que não tinha autorização do judiciário para interrogar pessoas, por exemplo.

"Tudo o que tínhamos era as roupas que ele estava vestindo, as pessoas com quem ele estava e a parte de seu rosto que não estava coberta com uma máscara", disse Taylor, ressaltando as medidas sanitárias em meio à pandemia — e que ajudaram a encobrir a face do ganhador.

Finalmente, depois de analisar as imagens de vigilância ao redor do cassino e do hotel, os investigadores viram alguém que correspondia à descrição do vencedor entrar em um veículo.

"Esse foi o nosso momento de descoberta", disse Taylor. “Percebemos que eles pegaram um Uber e conseguimos identificá-lo junto à empresa de transporte”.

Os investigadores entraram em contato com a empresa para ajudar a notificar o vencedor e sua família. Taylor diz que o vencedor desconfiou no início, mas que depois ficou muito grato pelo esforço que haviam feito para encontrá-lo e entregar o dinheiro. O vencedor da aposta não quis falar com a imprensa, pois prefere manter privacidade.

 


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.