Curta a nossa página
 
07/12 10h38 2021 Você está aqui: Home / Polícia Da Redação Imprimir postagem

Assassino de estudante de medicina em Teresina ganha liberdade; crime chocou o Piauí

O jovem identificado apenas como Wanderson, acusado de matar a tiros o estudante de medicina Antônio Rayron Holanda, de 22 anos, foi colocado em liberdade após três anos apreendido no Centro Educacional Masculino (CEM). Em fevereiro de 2019, a juíza da 2ª Vara da Infância e da Juventude de Teresina condenou o adolescente a pena máxima (por três anos), como prevê o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Na época, ao ser apreendido, Wanderson tinha 15 anos. Por ter completado a maior idade e o tempo máximo de três anos para ficar internado, foi colocado em liberdade. 

 O crime ocorreu no dia 25 de novembro de 2018 no momento em que a vítima estava em uma estação de ônibus na Avenida Miguel Rosa após ter acabado de sair do estágio no Hospital de Urgência de Teresina (HUT). 

Assim que foi preso, em 2018, o adolescente confessou de forma fria que não se arrependeu de tirar a vida do estudante.

“Eu perguntei para ele se ele estava arrependido do crime, um crime bárbaro que chocou toda a sociedade, e ele disse friamente que não estava arrependido. Inclusive durante a sua prisão nós fomos até a casa de sua avó onde estava escondida a arma e nós fizemos o percurso por onde ele passou quando ele cometeu o crime, e aí tinha uma pessoa com um celular na mão e ele até falou: ‘Olha aí essa pessoa aí, fica desse jeito, com o celular na mão, distraído, por isso que a gente rouba’, para você ver a periculosidade e a frieza de um indivíduo que embora tenha matado mais uma pessoa ele ainda fica tirando brincadeira”, disse na época o delegado Emerson Almeida.

HISTÓRICO DE CRIMES

Segundo informações da polícia, quando o assassino tinha 14 anos ele foi apreendido três vezes, duas por ter praticado roubos e uma por ter agredido fisicamente a própria mãe.

O menor confessou que aos 11 anos de idade esfaqueou o próprio tio após uma discussão e assumiu a autoria de dois assassinatos que ocorreram na zona sul de Teresina. Um dos crimes aconteceu no dia 20 de outubro de 2018, no residencial Torquato Neto, onde o jovem Ronaldo Ribeiro dos Santos foi assassinado com três tiros na frente da própria irmã. O outro homicídio ocorreu no dia 10 de novembro de 2018 na Vila da Glória, região do bairro Porto Alegre, a vítima conhecida como ‘Nonatinho’ foi morta com diversos disparos.


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
lista mais

Artigos relacionados