Curta a nossa página
 
28/09 09h34 2021 Você está aqui: Home / Política Alecio Rodrigues Imprimir postagem

Eleições 2022: Veja quem serão os candidatos apoiados pelos vereadores de situação em Castelo do Piauí

O Emfoco realizou um levantamento com os vereadores de mandato e líderes partidários, entre e situação e oposição do município.

Com a proximidade da disputa eleitoral de 2022, diversas lideranças políticas já dialogam e se articulam com o intuito de fechar parceria em torno dos nomes que devem pleitear vaga na Câmara Federal e Assembleia Legislativa no ano vindouro. Em Castelo do Piauí, o grupo da base governista tem poucas incertezas, mas muitas divergências.

O Emfoco realizou um levantamento com os vereadores de mandato e líderes partidários, entre e situação e oposição do município. Nesta matéria, estarão apresentados os acordos já, totalmente ou parcialmente, fechados na base do gestor Magno. 

Reeleito em 2020, o prefeito Magno Soares mudou os rumos com relação ao preferido para deputado estadual. Antes simpatizante de João de Deus, que recebeu 1.821 votos em 2018 na cidade, o gestor agora declara apoio ao emedebista Pablo Santos. Para a Câmara Federal, a tendência é de Rejane Dias continuar sendo a escolhida.

O PT no município não conseguiu afinar o tom, e vai ter seus 04 parlamentares, mais o primeiro suplente, caminhanndo em vias quase que totalmente opostas no próximo pleito. O presidente da Câmara, Jadeilson Pereira, por exemplo, continua a parceria com o deputado estadual Flávio Nogueira Jr, atualmente no PDT, mas ainda não definiu quem apoiará para federal.

A mesma situação vive o vereador Jonas Soares, atualmente licenciado e assumindo a secretaria de Agricultura. O parlamentar segue com Limma, a nivel estadual e com escolha ainda não feita para a Câmara. Limma também é a aposta do vereador que recebeu a maior quantidade de votos da história recente de Castelo do Piauí, Edmilson Abreu.

O líder petista histórico diverge dos demais quando o assunto é deputado federal. Pela segunda eleição seguida, Edmilson declina o seu apoio para Merlong Solano, que no último pleito foi agraciado com 1.168 votos na cidade. Já o vereador Tomaz Almeida escolheu um caminho 50% igual. Merlong para federal e Elisangela Moura para a Assembleia.

A única mulher eleita pelo PT e base governista, Nina Silva, não abandonou o candidato apoiado em 2018, João de Deus, e segue em sintonia com o prefeito ao apoiar Rejane Dias para federal.

De mesmo grupo, mas de legendas diferentes, os vereadores do MDB, Marcelo Mineiro e Anderson Lima ainda não confirmaram as suas preferências. Marcelo, no entanto, afirma ter conversas com o prefeito, afim de alinhar os discursos.


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
lista mais

Artigos relacionados