Curta a nossa página
 
25/04 12h33 2021 Você está aqui: Home / Saúde Bianca Viana Imprimir postagem

Fundação Municipal de Saúde nega aplicação de vacinas vencidas, mas admite erro ao registrar dados

Fundação Municipal de Saúde contraria o Ministério da Saúde e informou que as doses foram aplicadas dentro do prazo estipulado. Erro seria dos técnicos da FMS, diz a nota

A Fundação Municipal de Saúde (FMS), de Teresina, disse em nota encaminhada ao El Piauí, que nenhuma dose da vacina de Oxford/AstraZeneca, foi aplicada fora do prazo de validade. A informação foi confirmada inicialmente pelo próprio Ministério da Saúde, através da Coordenadoria do Programa Nacional de Imunização (PNI). 

De acordo com o registro no Ministério da Saúde, o lote 4120Z001 foi autorizado para ser distribuído em 24 de fevereiro e vencia em 29 de março. A maior parte dos casos de aplicação de vacinas vencidas mapeados se refere a esse lote. Foram 869 casos identificados em cinco estados. Já os lotes 4120Z004 – com 108 casos em cinco estados – e 4120Z005 – 277 casos em 17 Unidades da Federação – foram autorizados em 22 de janeiro e venceram em 13 e 14 de abril, respectivamente.

Leia mais: Cerca de 89 doses vencidas da vacina de Oxford/AstraZeneca foram aplicadas na população em Teresina

Contundo, a mesma nota da FMS, destaca que "houve equívoco de registro das equipes de vacinação ao registrar doses dos lotes mesmo vencidos e sem estoque". "Tão logo, esteja disponibilizado por parte do Ministério da saúde a possibilidade de correção no sistema  os mesmos serão realizados", completa.

Leia abaixo a íntegra da nota:


A Fundação Municipal de Saúde informa que o município de Teresina-PI não administrou nenhuma dose contra COVID-19 com lotes vencidos.

No dia 23 de janeiro de 2021, a FMS recebeu 9.050 doses do lote 4120Z004 do Fabricante Fundação Osvaldo Cruz. 

A última saída de vacinas do referido lote da Rede de Frio Municipal ocorreu no dia 06 de abril de 2021, dentro de seu prazo de validade, com todas as doses utilizadas na mesma data, visto que o frasco após aberto só deve ser utilizado em um prazo de no máximo 06 horas conforme o fabricante. Assim, não houve mais estoque de doses desse lote no município após esta data. 

O novo SIPNI web, site oficial do Ministério da Saúde, para registro de doses não inativa os lotes inseridos no sistema após prazo de validade, permitindo visualização ativa e registro dos lotes mesmo vencidos e sem estoque. Com isso, houve equívoco de registro das equipes de vacinação ao registrar doses do lote em questão nos usuários citados. Até o momento, o Ministério da Saúde ainda não disponibilizou a possibilidade de correção ou exclusão destes erros no sistema oficial. 

Nesse sentido, a FMS de Teresina reitera que não houve a aplicação de doses com lotes vencidos em usuários dentro do púbico alvo da Campanha Nacional de Vacinação da COVID-19. Vale dizer, que o lote correto das doses administradas já foi identificado, sendo registrado corretamente no cartão de vacinação dos usuários. Tão logo, esteja disponibilizado por parte do Ministério da saúde a possibilidade de correção no sistema  os mesmos serão realizados.


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.