Curta a nossa página
 
01/04 12h45 2021 Você está aqui: Home / Economia Bianca Viana Imprimir postagem

Auxílio Emergencial 2021: Consulta DATAPREV é adiada para sexta (02)

Segundo informações do Governo Federal, a consulta ficou prorrogada para esta sexta-feira, 02 de abril.

Atenção, trabalhadores! Estava tudo certo para a consulta DATAPREV do auxílio emergencial começar nesta quinta-feira (01). No entanto, o prazo acaba de ser adiado. Segundo informações do Governo Federal, a consulta ficou prorrogada para esta sexta-feira, 02 de abril.

De acordo com o ministro da Cidadania, João Roma, o sistema online para consultas ainda está sendo finalizado. Segundo ele, durante entrevista à radio CBN, a partir desta sexta-feira a consulta estará disponível pela página ministério e também pelo site da Dataprev e pela Caixa. “É uma gama muito grande informação, envolve várias instituições”, revelou.

O beneficiário poderá realizar a consulta por meio do portal oficialPara isso, basta informar o CPF, nome completo, nome da mãe e data de nascimento. Também poderá ser feita também pelos canais da Caixa: site ou pelo telefone 111.

Por meio de nota, a Dataprev revelou que a nova data foi definida “em função da necessidade de alinhamento dos canais de atendimento dos três órgãos diretamente envolvidos no programa – Ministério da Cidadania, Dataprev e Caixa”.

“Não é necessário ir presencialmente às agências da Caixa. Vamos evitar aglomerações”, disse o ministro João Roma. Segundo ele, não será necessário fazer nenhuma tipo de atualização cadastral ou do aplicativo Caixa TEM.

A consulta também vai possibilitar que o cidadão acesse os resultados das análises, data de recebimento e envio dos pedidos entre sistemas Dataprev e Caixa, motivação da negativa do benefício, situação da segunda solicitação e contestação do pedido negado.

Pagamentos do auxílio emergencial

O valor do auxílio emergencial de 2021 vai variar. Ou seja, os valores vão variar de acordo com o perfil de cada brasileiro, podendo ser de R$150, R$250 ou R$375.

Inicialmente, receberá o auxílio emergencial de R$ 150 o trabalhador que reside sozinho, em família unipessoal. Já o valor de R$ 250 será pago para a maior parte dos beneficiários (casais com ou sem filhos). Por fim, o valor de R$375 será para mulheres chefes de família (famílias monoparentais).

Calendário de pagamentos é revelado

O calendário de pagamentos do auxílio emergencial (veja aqui) já foi definido. Durante o mês de abril, serão realizados 12 depósitos nas contas dos trabalhadores. O benefício começará a ser pago na próxima terça-feira (06) para quem nasceu em janeiro. O primeiro saque em espécie a ser liberado será no dia 04 de maio, quando este mesmo grupo poderá ir até uma agência sacar o benefício.

Quem pode e quem não pode receber o auxílio emergencial de 2021

Para o trabalhador não ter o seu benefício cancelado, ele não poderá ter adquirido vínculo de emprego formal. Além disso, o brasileiro não deverá estar recebendo recursos financeiros provenientes de benefício previdenciário, assistencial, trabalhista ou de programa de transferência de renda federal, ressalvado o Abono-Salarial PIS/PASEP e os benefícios do Bolsa Família.

Além disso, ele não poderá:

  • ter indicativo de óbito no Sistema Nacional de Informações de Registro Civil – SIRC ou no Sistema de Controle de Óbitos – Sisobi ou ter o CPF vinculado, como instituidor, à concessão de pensão por morte de qualquer natureza; ou
  • estar preso em regime fechado ou ter o CPF vinculado, como instituidor, à concessão de auxílio-reclusão.

Quem pode receber

Está apto a receber o auxílio emergencial os trabalhadores informais e beneficiários do Bolsa Família. Além disso, o benefício também será disponibilizado para quem possui renda familiar de até três salários mínimos, ou seja, de R$ 3.300, quem tem renda familiar por pessoa de até meio salário mínimo (R$ 550) e quem recebeu o auxílio em 2020.


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
lista mais

Artigos relacionados