Curta a nossa página
 
10/12 21h42 2020 Você está aqui: Home / Cidades Da Redação Imprimir postagem

Feminicídio em Campo Maior: Jonas Mendes confessou em ligações que matou a companheira

Jonas Mendes, é acusado pelo assassinato da própria namorada, a jovem Lia Raquel de Carvalho, 35 anos, ocorrido na última segunda-feira (7/12), na casa onde a vítima morava, no bairro São João em Campo Maior. O crime chocou a cidade, e gerou muitas especulações sobre a motivação.

Segundo informações do delegado Perikles Lima, da delegacia de Polícia Civil de Campo Maior, Jonas e Raquel estiveram em uma festa, no sábado (5/12), lá os dois discutiram e o rapaz teria puxado o cabelo da companheira. Nesta mesma noite, Raquel foi dormir na casa de uma prima.

Na manhã de segunda-feira (7/12), dia do crime, Raquel saiu da casa da prima, e foi para sua casa, por que iria trabalhar. De acordo com a polícia, Jonas já estava no interior da residência, onde os dois brigaram antes da jovem ser morta.

Em depoimento, duas testemunhas disseram à polícia, que Jonas Mendes confessou a elas, por meio de mensagens de texto e ligações, a autoria do crime. Além da motivação que seria ciúmes.

Ainda não se sabe o horário que o crime ocorreu, a confirmação será feita pelo laudo da perícia. No local foi encontrada uma barra de ferro, que pode ter sido usada no crime. Este ponto também será comprovado pela perícia.

PRISÃO

Jonas Mendes foi preso no início da trade desta quarta-feira (9/12), na rua Benjamim Constante, no centro de Campo Maior. Desde o dia do crime, ele encontrava-se escondido em um matagal, na região do povoado Alto do Meio, zona rural de Campo Maior.

Durante o depoimento, Jonas manteve-se em silêncio. O mesmo foi encaminhado para o presídio Regional José Arimateia Barbosa Leite, em Campo Maior. Com algumas testemunhas ainda para ser ouvidas, a investigação de ser concluída em alguns dias.

 


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
lista mais

Artigos relacionados