Curta a nossa página
 
25/10 12h28 2020 Você está aqui: Home / Cidades Da Redação Imprimir postagem

Homem desmente denúncia de tortura por devolver dinheiro de compra de votos

Na delegacia de Polícia Civil de Alto Longá, André Jane assinou um termo de declarações contando toda a verdade

André Jane Pereira dos Reis, havia dito em um vídeo divulgado na internet, que tinha sido torturado ao devolver para o comerciante Valcir da Paz, o valor de R$ 10 mil, que foi dado na compra de 8 votos da família dele. Na gravação, André conta que foi torturado pelo comerciante na presença do Sargento Bruno, comandante do Grupamento da Polícia Militar (GPM) de Novo Santo Antônio e ainda teve sua moto confiscada.

Os 8 votos em questão, supostamente seriam para a candidata a vereadora Eliza Paz (PT), que é cunhada de Valcir.

Segundo André, ele teria sido abrigado por Valcir e pelo policial Bruno, a gravar um vídeo, acusando o candidato Lucivaldo Cabral, de compra de votos através de matérias de construção.

Em um novo vídeo, divulgado na última quarta-feira 21 de outubro, André Jane disse que tudo não passou de um mal intendido, que fez a acusação contra Valcir e ao policial, induzido por pessoas e pediu desculpas. “Eu quero deixar bem claro que eu fiz esse vídeo induzido por muitas pessoas, fiz sem pensar. Quero pedir desculpas a todos, principalmente ao comerciante Valcir e ao policial Bruno”, disse André.

No vídeo, Jane diz ainda que deseja se acertar com Valcir sobe sua dívida, um empréstimo no valor de R$ 10 mil, que havia pego, e que tinha sido este o motivo pelo qual o comerciante ficou com sua motocicleta.

Na delegacia de Polícia Civil de Alto Longá, André Jane assinou um termo de declarações contando toda a verdade.


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
lista mais

Artigos relacionados