Curta a nossa página
 
13/08 16h50 2020 Você está aqui: Home / Geral Bianca Viana Imprimir postagem

Fechada durante a pandemia, escola se transforma em bar em cidade no Piauí

Com vídeos e fotos comprovando o fato, denúncias foram expostas na web mostrando que a escola Nazário Ribeiro, na localidade Ambrósio, virou um bar.

Em tempos de pandemia, em que a educação está cada vez mais difícil de ser mantida, na cidade de Uruçuí, a 453km de Teresina, uma escola virou motivo de polêmica nas redes sociais na última semana. Com vídeos e fotos comprovando o fato, denúncias foram expostas na web mostrando que a escola Nazário Ribeiro, na localidade Ambrósio, virou um bar.

Em vídeos enviados por populares, comprova-se a existência de mesas, cadeiras e várias garrafas de bebidas jogadas por todo o prédio, que é público. Moradores confirmaram que o poder público municipal abandonou o local, que hoje funciona com outra finalidade, bem contrária ao seu objetivo original.

Em nota, a Prefeitura explicou que a escola Nazário Ribeiro, citada nos grupos de WhatsApp da comunidade Ambrósio, foi desativada no início de 2017. Na escola funcionavam juntas as modalidades de Educação Infantil até 4º ano do Ensino Fundamental. Os alunos compartilhavam uma única sala de aula, com espaço físico insuficiente, causando grande prejuízo para seu aprendizado.

Apesar dos esclarecimentos, não houve justificativa sobre a transformação do prédio público em um bar. O local, que após a desativação poderia ter sido transformado em novos benefícios para a comunidade, como um posto de saúde, um espaço cultural de aprendizagem ou uma sede de apoio ao esporte, agora serve para comercialização de bebidas alcóolicas.

Alguns vereadores informaram à nossa reportagem que já fizeram a denúncia ao Ministério Público e, no momento, aguardam a ação da Justiça para dar fim a essa irresponsabilidade da prefeitura de Uruçuí.


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
lista mais

Artigos relacionados