Curta a nossa página
 
17/04 14h47 2020 Você está aqui: Home / Política Bianca Viana Imprimir postagem

Governo lança app Piauí Delivery; empresas de Campo Maior podem se cadastrar

A ideia é que o Piauí Delivery fique disponível por cinco meses, podendo continuar existindo se o resultado for satisfatório para os lojistas e clientes. Será mais uma opção de vendas para o comércio do Piauí.

O Governo do Piauí, em parceria com a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Piauí (FCDL) e o Sebrae, lançou, nesta sexta-feira (17), a plataforma Piauí Delivery, que permite que consumidores façam compras pela internet e recebam os produtos em casa. A novidade está disponível por meio do site ww.piauidelivery.com e o aplicativo entrará em funcionamento em alguns dias.

O Piauí Delivery foi criado na tentativa de reduzir os impactos do isolamento social no setor de comércios e serviços do Piauí. “É uma iniciativa ótima e importante nesse momento. O objetivo é estimular a economia do estado, evitando aglomerações e dando alternativas para que o nosso comércio possa continuar funcionando, mesmo com a pandemia. O próximo passo é fazer uma ampla divulgação para que as empresas se cadastrem e os serviços comecem a ser prestados”, disse o governador Wellington Dias.

O município de Campo Maior está entre as 10 cidades beneficiadas com o serviço em que diversas empresas poderão oferecer os seus produtos. Serão 26 categorias, dentre lojas de roupas, sapatos, bijuterias, peças de carro, dentre outras. “Inicialmente atenderemos a 10 municípios, que listamos como os que possuem um comércio mais forte e requisitado. O Piauí Delivery será um alívio para as atividades não essenciais que estão paralisadas e também um incentivo para que as pessoas continuem em isolamento social”, afirmou Néri.

O site e o aplicativo, que estão sendo desenvolvidos por uma empresa do Piauí, sob o comando da FCDL, terão um funcionamento simples e prático. “Para o cadastramento das empresas, os próprios empresários devem entrar e realizá-lo gratuitamente. Já o consumidor que pretende comprar algo vai digitar a mercadoria ou serviço e a plataforma mostrará as opções, com fotos e valores. Ele ainda poderá usar a opção de filtro que será implementada para facilitar a busca. A cobrança da taxa de entrega fica a cargo do lojista”, explicou o secretário de Desenvolvimento, Igor Néri.

A ideia é que o Piauí Delivery fique disponível por cinco meses, podendo continuar existindo se o resultado for satisfatório para os lojistas e clientes. Será mais uma opção de vendas para o comércio do Piauí.


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
lista mais

Artigos relacionados