Curta a nossa página
 
27/03 12h00 2020 Você está aqui: Home / Brasil Da Redação Imprimir postagem

Professor Campomaiorense doará 1500 máscaras para ajudar no combate à Covid-19 no Piauí

Para ajudar no combate ao Covid-19, 1000 equipamentos serão doados a Parnaíba; e 500, para a cidade de Campo Maior.

O Professor da Universidade Federal do Piauí de Parnaíba - UFPI, o Camponaiorense Dr. Gildário Lima, através da TRON Ensino de Robótica Educativa, doará 1500 máscaras Face Shields, o anúncio foi feito pela própria TRON nesta quinta-feira (26).

As máscara serão destinadas aos profissionais de saúde que estão na linha de frente no combate e tratamento de pacientes da CoviD-19, no Piauí. 1000 equipamentos serão doados a Parnaíba; e 500, para a cidade de Campo Maior.

O projeto é open-source e pode ser melhorado por pessoas do mundo inteiro, criando, assim, versões para diferentes tipos de aplicação. A expectativa é que cada máscara custe entre 5 e 15 reais.

“A hora é de centrar esforço, testar ideias e obter o resultado prático, que requer dedicação, conhecimento e um pouco de controle. Estamos tentando seguir ao máximo os protocolos da áreas da saúde e os protocolos da Anvisa, fazendo os testes que achamos necessários frente a essa situação”, finaliza o Prof. Dr. Gildário Lima, sócio-fundador da TRON, pesquisador da UFDPar, à frente da Delfi-TRON.

Produzidos em impressoras 3D, os suportes da máscara que mantêm as folhas de acetato cobrindo o rosto, já começam a ser fabricados nesta quinta (26), na sede da empresa em Parnaíba-PI, que está sendo transformada em um fábrica de apoio para produção de equipamentos de proteção individual (EPIs).⠀⠀

O modelo da viseira é baseado em projeto open source e foi aperfeiçoado pela TRON em parceira com o Instituto Interaje, Hardware Design, Clockwork 3D Print e Piauino.

Máscara Delfi-TRON - A TRON também está com uma vaquinha online para arrecadar doações e desenvolver um protótipo de máscara de proteção respiratória, que pode ser produzida em impressoras 3D domésticas, de baixo custo e fácil acesso, para uso inicial por profissionais de saúde.

Após receber o material flexível, a TRON inicia no sábado (28) a fabricação dos equipamentos. Depois será o momento de contabilizar e começar a distribuição das máscaras às secretarias de saúde das cidades. Sua colaboração é fundamental nessa luta! Para doar qualquer valor, acesse o link vaka.me/950362

A máscara utiliza como material o composto biodegradável PLA, que simula um plástico e não oferece nenhum dano à respiração. O PLA pode ser performado e manter a porosidade necessária para impedir a penetração do vírus.

Materiais de baixo custo, como discos de algodão encontrados em farmácia, estão em testes para serem usados como filtro das máscara. A cada utilização, basta higienizar a máscara, trocar o filtro e voltar a usar.

São patrocinadores na iniciativa de construção e performance das EPIs: a TRON, FIEPI e SESC PI-MG, tendo como parceiros a UFDPar, a Maida Health, Delta Thinkers, Boa Impressão 3D, UFPI, Instituto de Tecnologia e Pesquisa e Unit – Universidade Tiradentes.


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
lista mais

Artigos relacionados