Curta a nossa página
 
26/02 14h10 2020 Você está aqui: Home / Mundo Bianca Viana Imprimir postagem

Alerta: 1° caso de coronavírus foi confirmado no Brasil e mais 20 outros casos estão sendo investigados

Além do 1º paciente confirmado com o novo coronavírus, o Brasil tem, ainda, outros 20 casos suspeitos sendo investigados, informou nesta quarta-feira (26) o Ministério da Saúde.

Nesta quarta-feira (26), o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, confirmou em entrevista coletiva o primeiro caso confirmado de Covid-19 no Brasil. O paciente, um homem de 61 anos, é morador de São Paulo e teve o resultado da contraprova confirmado positivo pelo Instituto Adolfo Lutz.

Segundo o Ministério da Saúde, o homem esteve na região da Lombardia, na Itália, entre os dias 9 e 21 de fevereiro. Na mesma semana estouraram os casos de coronavírus no país, que já ultrapassam 300 confirmados. Segundo nota emitida pelo Hospital Albert Einstein, o paciente encontra-se em bom estado clínico e sem necessidade de internação, permanecendo em isolamento respiratório.

Além do 1º paciente confirmado com o novo coronavírus, o Brasil tem, ainda, outros 20 casos suspeitos sendo investigados, informou nesta quarta-feira (26) o Ministério da Saúde. 12 das 20 pessoas estiveram na Itália, que enfrenta um surto de Covid-19, a doença causada pelo vírus.

Ainda dentro dos 20 casos monitorados, duas pessoas viajaram para a Alemanha, duas para a Tailândia, uma para a China, uma para a França, uma teve contato com o paciente confirmado e uma teve contato com um caso suspeito.

Os pacientes, 11 mulheres e 9 homens, estão sendo monitorados em 7 estados:

1 paciente na Paraíba
1 paciente em Pernambuco
1 paciente no Espírito Santo
2 pacientes em Minas Gerais
2 pacientes no Rio de Janeiro
11 pacientes em São Paulo
2 pacientes em Santa Catarina.
A pessoa mais velha tem 68 anos, e a mais nova, 20.

Outros 59 possíveis casos já haviam sido descartados pelo governo brasileiro.

Caso confirmado

O paciente que teve os exames confirmados para a Covid-19 é um morador de São Paulo de 61 anos que viajou para o norte da Itália entre 9 e 21 de fevereiro. O paciente tem sinais brandos da doença, como tosse, e está em isolamento domiciliar.

Os exames de detecção da doença são feitos a partir da coleta de materiais respiratórios (aspiração de vias aéreas ou coleta de secreções da boca e nariz), que é realizado pelo hospital que atendeu o caso suspeito e encaminhado ao laboratório de saúde pública na capital.

Os dados oficiais estão sendo registrados pelos municípios em um sistema de notificação do Ministério da Saúde.


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
lista mais

Artigos relacionados