Curta a nossa página
 
28/03 09h14 2020 Você está aqui: Home / Moda e beleza Da Redação Imprimir postagem

Perguntas e respostas: água e sabão é a melhor opção contra covid-19

Sem álcool em gel nos mercados, pessoas começaram a buscar alternativas que podem trazer danos à saúde.

O aumento de casos do novo coronavírus causou uma corrida por álcool em gel e álcool líquido 70°, que rapidamente desapareceram das prateleiras dos supermercados. Logo as pessoas começaram a buscar alternativas e até receitas caseiras, que podem trazer danos à saúde, que são compartilhadas principalmente nas redes sociais.

A água sanitária diluída em água, na proporção de 25 ml para um litro de água, pode ser uma aliada na higienização de chaves, maçanetas, calçados e embalagens. Especialistas recomendam que as pessoas evitem alternativas como colônia, vinagre, limão e bebidas alcoólicas, que podem causar danos à pele e às superfícies. E, conforme as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), a primeira opção para fazer a higienização das mãos e evitar a doença é usar água e sabão por 20 segundos.

O Estado levantou dúvidas com base em questões enviadas por leitores do grupo EstadãoInforma: Coronavírus, espaço para discussão e troca de informações sobre a pandemia criado pelo jornal no Facebook.

As respostas têm como base entrevistas com Jorge Macedo, especialista em desinfecção química e tratamento de águas e efluentes; Marcia Carvalho Mallozi, coordenadora do Departamento Científico de Dermatite Atópica/Contato da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (Asbai), e também reportagens do Estado e informações do Conselho Federal de Química (CFQ).

O álcool nas versões em gel e líquido está em falta em alguns lugares. Quais produtos podem ser usados em substituição para a higienização das mãos e de objetos?

Para lavar as mãos, a melhor opção é água e sabão. O álcool em gel é apenas para situações em que a pessoa não tem como lavar as mãos. Para a limpeza de pisos, azulejos, além do álcool líquido, a água sanitária diluída em água pode ser utilizada. Soluções diluídas de cloro (como de hipoclorito de sódio) na concentração de 0,05% (500 ppm) podem ser utilizadas nas mãos, na ausência de água/sabão e álcool em gel.

Quais são os riscos das versões caseiras desinfetantes? E do álcool caseiro?

As versões caseiras de qualquer desinfetante, até álcool, são desaconselháveis. Quando uma substância é adicionada a outra para a obtenção de uma terceira, podem ser formados gases que, ao serem inalados, podem ser tóxicos. Há ainda risco de queimaduras e irritações na pele e nas mucosas. Dependendo do que for usado como espessante, o combate aos microrganismos pode ter efeito contrário: a proliferação deles é potencializada.

Posso usar vinagre?

Não. Segundo o Conselho Federal de Química, as pessoas não devem usar nem vinagre nem limão, pois há risco de causar lesões na pele.

Na Turquia, as pessoas estão usando colônia nas mãos para matar o vírus. Há eficácia comprovada? Há riscos de alergias?

A quantidade de álcool e a sua concentração, utilizada em perfumes, é inferior ao álcool 70% que é recomendado para higienização para a prevenção de doenças como o novo coronavírus. Além disso, existem outras substâncias químicas que podem levar a alergias ou dermatites pela frequência de uso.

Posso usar bebidas alcoólicas, como a vodca, para a higienização das mãos e da residência? E o etanol comprado em postos de combustível pode ser utilizado?

Completamente desaconselhável. Esses produtos têm outras finalidades e podem causar reações na pele ou danificar as superfícies.

Posso usar os produtos de limpeza para higienizar minhas mãos?

Não, porque eles podem causar reações na pele. Alguns até recomendam, em seus rótulos, o uso de luvas durante a manipulação.

Posso usar cloro ou hipoclorito de sódio para fazer a higienização? Quais riscos esses produtos oferecem?

As duas substâncias têm o mesmo princípio ativo e a mesma capacidade de desinfecção. O hipoclorito de sódio é uma opção adequada para limpeza de pisos e vasos sanitários. No isolamento de pessoas sabidamente infectadas pelo coronavírus essa higienização é bem-vinda. Na higienização da residência, a recomendação é fazer a retirada de resíduos com detergente ou sabão e, depois, aplicar cloro ou hipoclorito de sódio. Para uso residencial, a água sanitária deve ter concentração de 2 a 2,5%. É importante destacar que nenhuma dessas substâncias pode ser ingerida.

No caso da água sanitária, em quais casos ela pode ser usada e qual é a proporção correta?

A água sanitária pode ser usada sem diluição em vaso sanitário. Em pisos, pode ser diluída na proporção de 200 ml para 10 litros de água. Para a higienização de embalagens, chaves e maçanetas, por exemplo, o Conselho Federal de Química recomenda diluir 25 ml de água sanitária em 1 litro de água e utilizar essa solução para a limpeza. A pessoa pode usar luvas ou colocar a solução em um borrifador para evitar o contato direto com a pele.

Quais sintomas uma pessoa que teve intoxicação ou reação alérgica a produtos químicos pode apresentar? O que as pessoas devem fazer em caso de intoxicação ou alergia?

Em caso de contato com produtos químicos na pele pode haver desenvolvimento de uma dermatite de contato irritativa. A primeira atitude logo no contato é a lavagem do local apenas com água corrente. Se houver o desenvolvimento da dermatite, caracterizada por uma inflamação local, um alergista ou dermatologista deverá ser consultado.


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
lista mais

Artigos relacionados