Curta a nossa página
 
02/09 10h58 2020 Você está aqui: Home / Penso, logo escrevo Weslley Paz weslleypaz@gmail.com

Como Campo Maior no passado, professores clamam por salários em dia em Altos

A situação pela qual os professores contratados da cidade de Altos é semelhante ao que viveu os professores de Campo Maior em gestões passadas onde precisavam ir às ruas clamar por seus salários para honrar com suas contas e comprar comida para sua família.

Este blogueiro recebeu nesta terça-feira (02) mensagens pelo aplicativo de mensagens WhatsApp onde mostra o desespero de professores da terra da manga que amargam entre três a quatro meses de salários atrasados. Com isso, enfrentam dificuldades de comprar seus alimentos e até mesmo pagar as contas de água, luz e internet. Sem internet e energia, eles ficarão impossibilitados de ministrar as aulas online o que acarretará em outro problema, o atraso do ano letivo que já foi prejudicado pelo Coronavírus.

A diferença para o cenário de caos que viveu Campo Maior, é que em Altos os servidores são ameaçados de perder o emprego, caso vá as ruas ou ousem em fazer algum tipo de denúncia. A situação é tão assombrosa, que nem mesmo o sindicato sai em defesa dos servidores.

Procuramos a Prefeitura para esclarecer o assunto, mas não obtivemos resposta. Contudo, o espaço fica aberto para que a Prefeita Patrícia Leal possa informar o motivo do atraso e se há previsão para que os salários sejam pagos.


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.