Curta a nossa página
 
06/08 10h29 2017 Você está aqui: Home / Blog da Ana Ana Maria Cunha campomaioremfoco@hotmail.com

O QUE PASSOU, PASSOU

E se você não consegue perdoar, pelo menos aprenda a esquecer!

Outro dia, conversando com uma amiga ela me contava que está separada há mais de dez anos,  disse que já conseguiu perdoar ao ex-marido todo o mal que ele lhe causou. Que não o quer mais de jeito nenhum, que até  já o esqueceu, embora não consiga mais se relacionar com ninguém.

 

Ouvi o que ela falou, mas entendi o que ela disse nas entrelinhas sem perceber... Eu entendi perfeitamente que ele faz parte de seu passado, um passado que ela não consegue esquecer...

 

Pelo modo com que falava – o tom de voz, o timbre e a entonação, a força que colocava em suas palavras em alguns momentos, percebi que ela passa horas do dia alimentando uma coisa chamada “mágoa” em seu coração.  

 

Criei coragem e lhe disse o que eu penso sobre isso. Não seria bem o que eu penso, mas na verdade, seria o que tenho aprendido nas leituras e estudos que faço sobre o comportamento humano: “Que o ódio anda muito perto do amor”.   Ela disse que quando o ver sente uma coisa ruim... E eu lhe disse, que este é um sinal de que não o esqueceu, pois o maior sinal de que esquecemos é a indiferença. Que ela está enganando a si mesma. Nunca o esqueceu, pelo contrário, ela está mais presa a ele do que nunca, ligada pelos piores vínculos que existem: a mágoa e o ressentimento. (Re sentir = sentir de novo).

 

Um  dos grandes males da gente é viver de novo o passado. Sim, porque muitas vezes perdemos mais tempo relembrando algumas situações, reclamando por causa delas, do que aproveitando a vida para viver uma nova história.

 

Porque ninguém vive e recorda ao mesmo tempo. Ou vivemos, ou recordamos. Todas as vezes que paramos para pensar sobre o que já passou, estamos “gastando” nosso precioso tempo e deixando um vácuo na nossa vida presente. Se o que recordamos é bom, tudo bem, estamos alimentando nosso ser de saudade boa, e isso estimula nossos neurônios, e faz nosso organismo produzir substâncias saudáveis e benéficas... Mas se, ao contrário, o que recordamos é algo ruim, voltamos a sentir as mesmas sensações ruins, ou às vezes até piores, do que no momento em que os fatos aconteceram, e estaremos perdendo tempo, além de estimulando nosso organismo a produzir hormônio danoso que prejudica nosso metabolismo e nos envenenando lentamente. Por isso que algumas vezes, o que recordamos nos deixa péssimos e até nosso aspecto muda, porque isso, de fato, é péssimo para a nossa vida e nossa saúde física e mental.

 

Neste caso, é melhor deixar o passado no passado. Deixar que o que nos aconteceu de ruim no passado não continue a nos prejudicar no presente.

 

Geralmente, a pessoa ou pessoas que nos prejudicaram no passado, (mesmo  que este passado tenha sido ontem, ou há  uma hora atrás) nem lembram mais do que nos fizeram, ou nem tenham tido consciência de que o fizeram, estão felizes da vidas e a gente ali, sem viver o presente, sofrendo de novo, sem necessidade, porque não aprendeu a perdoar.

 

E se você não consegue perdoar, pelo menos aprenda a esquecer, para não ser vítima duas vezes da mesma situação. Vítima da ação danosa que lhe causaram e vítima de você mesmo e de seu rancor. Existem técnicas que nos ajundam muito neste processo de esquecer propositadamente. Mude seu pensamento, mude de conversa, mude o seu foco, leia um livro, estude,  ouça uma música, faça novos amigos, dance, cante, enfeite-se e encante outras pessoas...Se não conseguir, procure ajuda...

 

Deixe o passado no passado. Aproveite o presente, valorize quem está perto de você agora. Não perca tempo revivendo sofrência, seja feliz agora!

 

A vida acontece daqui pra frente...Vida Nova todos os dias...Tenha fé.  Liberte-se, abra-se ao novo e seja feliz!!!!


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.