Curta a nossa página
 
07/05 09h19 2016 Você está aqui: Home / Blog da Ana Ana Maria Cunha campomaioremfoco@hotmail.com

A DIVINA GRAÇA DE SER MÃE

Semana passada eu conversava com uma amiga que me dizia tristemente: “Meu sonho era ser mãe. Gastei mais de 80.000,00 pra fazer um tratamento e Deus não me deu a graça de engravidar...”

 

Olhando a história que nos conta a Bíblia, encontraremos vários casos de mulheres que pediram a Deus a graça de ter um filho, porque naquela época ser estéril era considerado um castigo. Podemos citar Sara, esposa de Abraão, que na velhice engravidou de Isaac e Ana, que após uma promessa a Deus, foi mãe de Samuel. Podemos citar ainda Maria, mãe de Jesus, que, mesmo não pedindo nada a Deus, Ele eu lhe deu a graça de ser a mãe do Salvador. O Anjo Gabriel ao cumprimentá-la disse: “Ave, Maria! Achaste graça diante do Senhor e darás à luz um filho...”

 

Portanto podemos concluir que ser mãe acontece pela graça de Deus. Que ser mãe é pois, uma graça divina.  Deus escolheu a mulher para ser sua parceira na ação criadora, e abençoou-lhe com o dom  da maternidade.

 

Filhos são, pois, uma bênção divina. E, quando uma mulher decide ser mãe, ou mesmo quando, sem tomar decisão alguma, acontece uma gravidez, cabe à mulher a responsabilidade de cuidar de seu filho desde o ventre até transformá-lo em um homem ou em uma mulher de bem, independente e responsável pelos seus próprios atos, pronto para começar e cuidar de uma nova família. Este é o ciclo natural da humanidade. Porque a divina missão da mãe é esta: Engravidar, cuidar, sofrer, educar e depois entregar ao mundo seu filho amado e permitir que ele siga seu rumo, às vezes até mesmo distante de seu olhar protetor. Porque o filho para uma mãe sempre será uma criança e merecerá seu amor, seus cuidados, sua atenção e sua proteção.

 

Mãe sempre será sinônimo de Doação, Renúncia, Amor, Esperança, Carinho, Atenção, em fim, uma mãe sempre será um Porto Seguro para o seu filho, tenha ele a idade que tiver. Sim, porque profissão de mãe não tem salário, não tem folga, não tem feriado. É ininterrupta e contínua e só termina com a morte.

 

Algumas coisas toda mãe tem em comum umas com as outras, por exemplo: Toda mãe é sábia, seja ela jovem ou idosa, pobre ou rica, culta ou analfabeta. Para o filho não existe mãe feia, todas as mães são belas. Porque os filhos a vêem com os olhos do amor.

 

O mundo mudou muito desde que Deus presenteou as mães com a graça da maternidade. Mas uma coisa não mudou: os filhos continuam sendo bênçãos de Deus. Continuam sendo fruto da graça de Deus e mais do que nunca exigem das mães  amor e atenção. Mais do que nunca merecem amor e carinho embora cada vez mais é difícil educá-los e transformá-los em pessoas de bem, em homens e mulheres de Deus.

 

Por isso é necessário o reconhecimento da importância das mães, mesmo elas fazendo tudo por amor e gratuitamente para o filho é importante DIZER e DEMONSTRAR afeto e GRATIDÃO a esta mulher que aceitou com tanto amor a divina graça de ser parceira de Deus na geração de novas vidas. O melhor presente que as mães querem no dia a dia e um todos os dias do ano, é receberem amor e reconhecimento de seus filhos. Receberem carinho e afeto, obediência e respeito daqueles a quem gerou e cuidou.

 

Por isso neste dia em que se comemora o seu dia quero parabenizar a todas as mulheres que aceitaram assumir com responsabilidade esta missão. Especialmente a minha mãe e dizer o quanto a amo e sou grata por ter sido para mim este poço de doação, de dedicação e de amor.

 

 

 


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.