Curta a nossa página
 
10/05 13h15 2021 Você está aqui: Home / Polícia Fellipe Portela Imprimir postagem

Suspeitos de fraudar auxílio emergencial no Piauí são investigados pela Polícia Federal

De acordo com a investigação os suspeitos atuam mediante retenção de documentos dos beneficiários, até a efetiva apropriação de boa parte do valor do benefício sacado

A Polícia Federal no Piauí (PF-PI) deflagrou na manhã desta segunda-feira (10) a operação “Ludibrio”, para apurar crimes de estelionato e fraude na concessão e saque de benefícios emergenciais do governo federal de moradores do município de Buriti dos Lopes, distante 296 km de Teresina.

Os policiais federais cumpriram quatro mandados de busca e apreensão que foram expedidos pela Justiça Federal em Parnaíba.

Os mandados estão sendo cumpridos em algumas residências localizadas no município de Buriti dos Lopes, onde os policiais apreenderam documentos e materiais de informática. Participaram da operação 16 policiais federais.

Os investigados são suspeitos de fraudar os benefícios emergenciais que foram concedidos pelo governo federal, para as pessoas que foram afetadas financeiramente devido à pandemia do novo coronavírus.

A investigação aponta que os investigados atuam mediante retenção de documentos dos beneficiários, até a efetiva apropriação de boa parte do valor do benefício sacado, sob a justificativa de cobrir despesas administrativas.

“Além da cobrança extorsiva por suposto serviço prestado, consta que pessoas do núcleo familiar próximo a agente político do município de Buriti dos Lopes teriam recebido o auxílio emergencial, mesmo não atendendo aos critérios de concessão. Pesquisa no Cadastro do Governo Federal confirma tais suspeitas”, informou a Polícia Federal.

A Polícia Federal informou que com a apreensão dos documentos, agora a investigação vai identificar outros beneficiários do ilícito.


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
lista mais

Artigos relacionados