Curta a nossa página
 
23/02 11h13 2021 Você está aqui: Home / Política Bianca Viana Imprimir postagem

Ex-prefeito de Beneditinos, Aarão Cruz tem direitos políticos suspensos por 5 anos

A sentença do juiz Ulysses Gonçalves da Silva Neto, da Vara Única da Comarca de Altos, foi dada no dia 8 de janeiro deste ano.

O juiz Ulysses Gonçalves da Silva Neto, da Vara Única da Comarca de Altos, condenou o ex-prefeito de Beneditinos, Aarão Cruz Mendes, teve os direitos políticos suspensos em ação civil de improbidade administrativa por irregularidade na realização de concurso público. A sentença foi dada no dia 8 de janeiro deste ano.

A ação foi ajuizada pelo Ministério Público do Estado do Piauí alegando que Aarão Cruz, no exercício do mandato de prefeito, realizou concurso público para o provimento de cargos efetivos, tendo se omitido em convocar os aprovados, mantendo, por critérios pessoais, servidores contratados de forma precária, ocupando funções permanentes, próprias de cargos efetivos.

O ex-prefeito argumentou que a contratação temporária de servidores foi pautada em lei municipal e sem preterição de aprovados no concurso público, por fim alegou a ausência de ato de improbidade administrativa, uma vez que teria agido de forma legal e sem favorecimento.

O magistrado destacou na decisão que os documentos comprovam a contratação de dezenas de servidores, de forma precária, havendo, inclusive, nos autos, modelo de contrato entabulado pelo Município de Beneditinos e servidor contratado precariamente – motorista.

“Independente de haver ou não autorização legislativa local expressa, toda e qualquer contratação precária para o exercício de funções próprias de cargos efetivos, em caráter permanente e estável é inconstitucional”, afirmou o juiz.

O juiz então condenou o ex-prefeito ao pagamento de multa civil no valor de dez vezes a remuneração na época por ele recebida na qualidade de Prefeito de Beneditinos, além da proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritária, pelo prazo de três anos e a suspensão dos seus direitos políticos por cinco anos.


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.