09/04 09h12 2021 Você está aqui: Home / Polícia Bianca Viana Imprimir postagem

Polícia prende suspeitos de matarem professor a facadas no Piauí

O corpo do professor foi encontrado nas margens do Rio Longá, ao lado de um carro modelo Corolla.

Um homem foi preso e um adolescente apreendido nesta quinta-feira (8) suspeitos de matar a facadas o professor Marcílio Augusto Borges Nascimento. O crime ocorreu em março deste ano às margens do Rio Longá, na cidade de Barras, Norte do Piauí.

Segundo o delegado Alisson Landim, titular de Barras, o crime teria sido um latrocínio. Os suspeitos teriam interesse de roubar pertences da vítima. Os autores do crime a vítima não tinham ligação.

"Desde que tomamos conhecimento do homicídio, começamos a investigação e após diligências chegamos à autoria do crime. Foi cumprido hoje o mandado de prisão preventiva e outro de internação de um adolescente, suspeitos do assassinato", informou.

O delegado acredita que não há outras pessoas envolvidas no crime. Um dos suspeitos será encaminhado para o sistema prisional e o adolescente pra uma casa de recuperação.

NOTÍCIAS RELACIONADAS  - Corpo de Professor é encontrado com diversas perfurações próximo ao Rio Longá em Barras (PI)

A Prefeitura Municipal da cidade de Batalha decretou luto oficial de três dias à época pela morte do professor Marcílio Augusto. O prefeito José Luiz do Frango afirmou no documento que o decreto tem como base os relevantes trabalhos prestados pelo professor para a educação no município, onde desempenhou notório papel.

Marcílio era professor da rede municipal de ensino desde 1999 e atualmente estava lotado na Unidade Escolar José Rodrigues de Melo em Cacimbas I. Também foi diretor das Unidades Escolares Conselheiro Saraiva e Dedila Melo e se destacou na área Cultural, tendo seu ápice no Grupo Cultural Arraiá dos Matutos, grupo que conquistou incontáveis títulos Piauí afora.


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
lista mais

Artigos relacionados