19/07 09h38 2020 Você está aqui: Home / Cidades Bianca Viana Imprimir postagem

Campo Maior: PRF apreende veículo de luxo adulterado e prende homem por fraude

Os policiais verificaram que o veículo possuía os mesmos elementos de identificação de um veículo novo que estava em uma concessionária na cidade de Brasília/DF distante 1.768 km do local da abordagem.

Policiais Rodoviários Federais realizaram a prisão na manhã de ontem(18) de um homem de 48 anos acusado de Receptação. A ação foi desencadeada quando os policiais abordaram o veículo TOYOTA/HILLUX SW4 na rodovia BR 343 na cidade de Campo Maior/PI. 

Os policiais ao abordarem o veículo verificaram, através da documentação apresentada pelo condutor, que os elementos de identificação apresentavam-se adulterados e que os mesmos apontavam para um outro veículo que nunca fora registrado. A informação foi confirmada quando os policiais entraram em contato com o gerente de uma concessionária que possuía o veículo original que nunca fora registrado. A concessionária fica localizada em Brasília/DF distante 1.768 km de distância do local da abordagem.Ficou comprovado mais um caso de fraude no Sistema Renavam, quando quadrilhas especializadas em adulteração de veículos conseguem ter acessos a dados de veículos novos e registram outros veículos com as mesmas características. Nestes casos, os órgãos de trânsito registram e licenciam os veículos sem desconfiarem da fraude.

Veículo em Campo Maior/PI

O condutor informou aos policiais que adquiriu o veículo em uma revendedora de veículos na cidade de Teresina/PI e que não tinha conhecimento da restrição do bem.

Veículo Original em Brasília/DF

Desta forma, os policiais conduziram o homem e o veículo até à Delegacia de Polícia Civil da cidade de Campo Maior/PI para os procedimentos necessários. Os homem poderá responder pelo crime de Receptação.


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
lista mais

Artigos relacionados