Curta a nossa página
 
04/01 14h22 2020 Você está aqui: Home / Altos e Região Altos e Região Imprimir postagem

Altos e Região

Altos e Região

campomaioremfoco@hotmail.com

Você está aqui: Home / Altos e Região - com Altos e Região

Familiares pedem prisão de acusado de torturar professora em Altos

Familiares e amigos da professora Elizane Sousa Monteiro de Araújo, de 38 anos, que sofreu tentativa de feminicídio, farão na sexta-feira (10), um protesto pedindo a prisão do acusado do crime, que é o atual companheiro da vítima.

A manifestação está prevista para acontecer às 9h, em frente ao Fórum criminal da cidade de Altos, distante 48 km de Teresina. Segundo a vítima, o acusado a estuprou, torturou e tentou matá-la, entre os dias 13 e 15 de dezembro de 2019. Em depoimento Elizane contou que o suspeito levou ela para um matagal, amarrou, jogou gasolina, e disse que ela iria morrer.

Ernandes, irmão Elizane Sousa, contou que na manhã deste sábado (04), que após o crime o suspeito foi preso em flagrante, mas foi solto na audiência de custódia, deixando toda a família revoltada e temerosa. “O protesto é para pedir justiça. Na época da tortura, ele ameaçava de matar todo mundo. Ela, o filho dela, meu pai. E com ele solto minha família está aterrorizada. Já tiramos minha irmã do Piauí, por conta das ameaças. Minha irmã passou oito dias internada muito mal no hospital, e o que queremos é só a prisão dele”, contou o irmão da vítima.

Entenda o caso

A Polícia Civil do Estado do Piauí abriu na quinta-feira (19) de dezembro de 2019, um inquérito policial para investigar um homem, de nome não revelado, acusado dos crimes de estupro, tortura e tentativa de feminicídio contra sua esposa no município de Altos.

Em entrevista o titular da Polícia Civil de Altos, delegado Tomaz de Aquino, detalhou que inicialmente tomou conhecimento do caso após ser feita a prisão em flagrante do acusado. Em seguida, as acusações foram encaminhadas para a Delegacia de Polícia do município e a partir desse ponto, um inquérito policial deverá ser feito em 30 dias.

“Nós tomamos conhecimento depois que foi feito um flagrante na Central de Gênero. O fato aconteceu no domingo, depois chegou até aqui e começamos as investigações. Agora temos 30 dias para fazer o inquérito”, informou o titular da Polícia Civil de Altos.


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
lista mais

Artigos relacionados