Curta a nossa página
 
31/07 01h35 2015 Você está aqui: Home / Jatobá do Piauí Da Redação/Jatobá do Piauí Imprimir postagem

Jatobá do Piauí

Da Redação/Jatobá do Piauí

campomaioremfoco@hotmail.com

Você está aqui: Home / Da Redação/Jatobá do Piauí - com Jatobá do Piauí

Fazenda em Jatobá do Piauí tem mais de 300 anos e mantém tradição na profissão de vaqueiro

Na Fazenda são criados animais e produz grãos. O proprietário lamenta que ainda não tenha funcionado uma fábrica de cachaça.

Demembrado de Campo Maior, forte pela pecuária desde o seu povoamento, a cidade de Jatobá do Piauí herdou da cidade-mãe fazendo centenárias, como a Fazenda Santa Alice, que fica localizada as margens da PI-115, na divisa dos dois munípicios. Fundada em 1708, a Fazenda completa 307 anos de história.

 

Hoje a fazenda pertence aos irmãos Ana Maria e Fausto Gaioso, e tem cerca de 830 Hectares, onde são criados mais de 1500 animais entr bovinos, caprinos e ovinos. A fazenda também mantém viva a profissão de vaqueiro, reconhecida por lei federal. O senhor Antonio, de 37 anos de idade é um deles. Ele cuida do gado. Já o senhor Antonio Marcelino, de 64 anos, mais conhecido por "Sitonho", cuida dos outros animais.

 

Fausto Gaioso mostra maquinários que comprou para produzir cachaça, mas diz que a fábrica nunca foi inaugurada desde sua contrução em 2010,  por falta de mão de obra qualificada e que o empreendimento iria gerar mais de 50 empregos entre formais e informais. "Fico triste quando olho pra esse galpão e não vejo meu sonho se realizando, e para não deixar minha fazenda parada vendo e compro animais" diz.

A fazenda também produz milho e feijão. O milho serve para alimento dos animais e o feijão para o cosumo humano. "Esta semana terminei a colheta de 40 toneladas de milho que foram compactadas e colacadas no cilo e servirá de alimento para os animais no verão" diz o proprietário.

 


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.