Curta a nossa página
 
30/08 10h52 2019 Você está aqui: Home / Penso, logo escrevo Weslley Paz weslleypaz@gmail.com

Penso, logo escrevo

Weslley Paz

weslleypaz@gmail.com

Você está aqui: Home / Penso, logo escrevo - com Weslley Paz

POLÍTICA: A assombração volta rondar Sigefredo Pacheco (PI)

Num passado recente os moradores da pacata cidade de Sigefredo Pacheco viveram um verdadeiro filme de terror chamado ATRASO! E nesta semana os principais personagens desse filme anunciaram que estão novamente unidos para tentar voltar ao comando do município.

Após o poço do ex-candidato a prefeito, conhecido como PH, secar, o ex-prefeito Neto Sampaio, que estava aliado a ele, resolveu voltar para os braços do seu padrinho político, ex-prefeito João Gomes. Juntos os dois deixaram um rastro que Sigefredo ainda levará uns 10 anos para se recuperar.

Foram cerca de quatro meses de atraso salarial, atraso no repasse do INSS, aumento da dívida com a Eletrobrás, descontavam as parcelas dos empréstimos consignados, mas não repassavam para os bancos deixando o servidor com o nome negativado. Fora as várias outras acusações que respondem como apropriação indébita, por exemplo. Isso tudo acarretou numa crise sem tamanho no comércio local, já que o dinheiro estava seguindo um caminho obscuro.

Oscar Bandeira, atual prefeito, mesmo com pouco estudo, apareceu como um verdadeiro “salvador da pátria” e com muita calma e sabedoria tem colocado o Sigefredo novamente nos trilhos, o que não é um trabalho fácil para quem recebe uma prefeitura totalmente quebrada.

Mas se aproxima uma nova eleição e o povo terá o discernimento de analisar os nomes que serão colocados. Todo cuidado é pouco, porque muitas vezes os sujões, que possuem restrição com a justiça e com a aceitação popular se apegam a pessoas que fingem ser boazinhas para retornar ao poder e fazer as mesmas arruaças.

Todo cuidado é pouco!


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.