Curta a nossa página
 
05/03 09h36 2017 Você está aqui: Home / Ser Mulher Edna Gomes ednagomes.as@hotmail.com

Ser Mulher

Edna Gomes

ednagomes.as@hotmail.com

Você está aqui: Home / Ser Mulher - com Edna Gomes

A Endometriose uma doença silenciosa e desconhecida pelas mulheres

Todos os meses é o mês de conscientização e divulgação dessa doença. Mais o mês de Março foi eleito o mês para divulgar a Endometriose. Mundialmente, cerca de 180 milhões de mulheres são portadoras da doença.

A Endometriose é uma patologia que atinge muitas mulheres. Infelizmente, mesmo com a grande quantidade de portadoras, ainda existem poucos profissionais especializados no tratamento da doença.

 

Como exemplo, é possível citar os dados sobre a endometriose, que são alarmantes e mostram o quanto a dor é prejudicial. Mundialmente, cerca de 180 milhões de mulheres são portadoras da doença.

 

No Brasil, elas são 6 milhões. Segundo pesquisas, 65% delas têm atividade profissional afetada, 16% param qualquer atividade profissional e 6% necessitam de aposentadoria, por conta disso.

 

Os sintomas são desconhecidos por muitas mulheres. Com isso, o caso pode se agravar, chegando até a improdutividade feminina. Os indícios da doença são de uma diversidade incrível, dependendo do grau da endometriose. Temos como principais sintomas: cólicas intensas no período menstrual, que muitas vezes leva a paciente a perder os sentidos; a dor pélvica fora do período menstrual; dores na relação sexual; alterações urinárias e intestinais durante a menstruação.

 

Em geral, a endometriose surge no fim da adolescência e início da vida adulta, entre os 17 e 19 anos, mas o diagnóstico costuma vir bem mais tarde, porque, infelizmente, ainda não há um exame específico para detectar a doença. O diagnóstico pode ser feito pela combinação dos sintomas aliado a exames de sangue, ultrassonografia transvaginal e ressonância pélvica, além da laparoscopia, que é capaz de detectar a doença e já tratá-la no mesmo procedimento. Em média, leva-se oito anos até que seja identificada a doença, em parte porque as pacientes não reconhecem as cólicas como um sintoma grave e que precisa ser investigado.

 

A cirurgia para endometriose é feita por laparoscopia, e é indicada para os casos mais graves da doença, como na endometriose profunda, removendo todo o tecido endometrial fora do útero, em alguns casos, além de remover a endometriose, pode ser necessário retirar os órgãos pélvicos como o útero ou ovários. Após a cirurgia a mulher poderá ficar inchada e ter a sensação de que também engordou, mas com o fim do tratamento, uma dieta adequada e a prática regular de exercícios físicos é possível emagrecer.


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
lista mais

Artigos relacionados