Curta a nossa página
 
24/09 10h50 2018 Você está aqui: Home / Esportes Da Redação Imprimir postagem

Goleiro Bruno tem direito ao semiaberto e pode deixar prisão a qualquer momento

O goleiro Bruno Fernandes pode obter a progressão de pena para o semiaberto domiciliar e voltar a dormir em casa a qualquer momento. Apesar do atestado de pena apontar para o dia 6 de novembro, o advogado do jogador diz que mais de 150 dias de trabalho e estudos precisam entrar no cálculo, diminuindo o tempo necessário para obtenção do benefício.

"Contando os dias remidos, pelos cálculos nossos, ele já teria direito no final de agosto, início de setembro. Já está ultrapassado já", afirma o advogado Fábio Gama.

Bruno foi preso em 2010 e depois condenado pelo homicídio triplamente qualificado de Eliza Samúdio e por sequestro e cárcere privado do filho Bruninho. Ele também havia sido condenado por ocultação de cadáver, mas esta pena foi extinta, porque a Justiça entendeu que o crime prescreveu.

As penas somadas chegaram a 20 anos e 9 meses de prisão. Ao todo, o goleiro, que teve a pena aumentada por ser mandante, mas diminuída na mesma proporção por ser réu confesso, precisa cumprir 7 anos, 6 meses e 15 de pena para ter direito ao benefício do semiaberto - esse número vem sendo diminuído devido às remições por tempo trabalhado e estudo.

Bruno já cumpriu pouco mais de 8 anos da pena, mas uma falta grave cometida em 2013 faz com que não seja computado o tempo total em que esteve preso. Com isso, apenas o período após 02 de abril daquele ano é contado para a obtenção da progressão de pena para o semiaberto, resultado na previsão de alcance em 6 de novembro de 2018.


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.