Curta a nossa página
 
17/02 09h55 2020 Você está aqui: Home / Brasil Bianca Viana Imprimir postagem

Assembleia Legislativa recebe hoje o projeto de reajuste do salário da educação

Governo e professores travam disputa quanto ao valor a ser reajustado. Deputados vão analisar a proposta.

O governador Wellington Dias (PT) deve encaminhar para a Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), nesta segunda-feira (17), a mensagem com o projeto de lei que estabelece reajuste de 4,17% aos servidores, ativos e inativos, da rede estadual de educação, em greve desde a semana passada por não concordarem com o percentual oferecido pelo Governo.

Mesmo diante do impasse com a categoria, o Governo descarta qualquer possibilidade de alterar o valor proposto, por entender que o mesmo supera o estabelecido pelo piso nacional do magistério. “Não quero perder tempo. Quero, como me comprometi com os servidores, encaminhar logo a proposta para o legislativo”, pontuou o governador, que já autorizou o corte de ponto dos grevistas.

Quem fará a entrega serão os secretários de Educação, Ellen Gera, e de Governo, Osmar Jr. Este último também rechaçou a greve de servidores por acreditar que, mesmo o índice do reajuste não sendo o mesmo do adotado pelo Governo Federal, manteve-se um valor acima do piso mesmo diante dos “limites impostos” pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e pela crise financeira do estado. 

“O diálogo está existindo e nós queremos mantê-lo. Por essa razão, é que nós sempre dizemos que a greve é inapropriada. Ela é o último instrumento que está à disposição da classe trabalhadora. Não pode ser o primeiro”, argumenta o secretário. Os professores da rede estadual de ensino deflagraram greve, por tempo indeterminado, e cobram a implementação de um reajuste de 12,84 %, nos mesmos moldes do Governo Federal, somado ao percentual de 4,17% referente ao ano passado. 


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.