Curta a nossa página
 
15/09 10h48 2019 Você está aqui: Home / Entretenimento José Sérgio Imprimir postagem

Morre o cantor Roberto Leal aos 67 anos

Morreu na madrugada deste domingo (15) o cantor português Roberto Leal, aos 67 anos. A informação foi confirmada pelo Hospital Samaritano, em São Paulo, local onde ele estava internado, e por seu empresário, José de Sá.

Leal, cujo nome de batismo era Antônio Joaquim Fernandes, se tratava nos últimos três anos de um câncer de pele, que teve metástase e afetou seus olhos e coluna. Ele se internou na última segunda-feira (9), quando foi passar por tratamento que fazia a cada 15 dias, mas teve uma piora.

"Ele foi melhorando. Estava bem, na semana passada fizemos TV ao vivo, ele vinha fazendo shows", informou José de Sá. "Na quinta, ele deu uma melhorada, mas ontem piorou e não teve jeito, teve uma crise e morreu às 3h30 da manhã", completou. No último dia 6, Roberto Leal fez sua última aparição na TV, no programa Aqui na Band, apresentado por Silvia Poppovic e Ernesto Lacombe, em que aparece cantando a música "Chora, Carolina". Ele tinha shows agendados até o dia 5 de maio de 2020. 

O cantor deixa a esposa Márcia e seus três filhos Rodrigo, Vitor e Manuela.

O velório de Roberto Leal será aberto ao público nesta segunda-feira (16), das 7h às 14h, na Casa de Portugal, na avenida Liberdade, região central de São Paulo. O enterro será às 15h no cemitério de Congonhas.

Cantor revelou doença no fim de 2018 Intérprete de sucessos como Arrebita e Bate o Pé, Roberto Leal revelou no fim do ano passado que estava enfrentando o câncer. Em entrevista ao Domingo Show, da Record, ele disse que a doença começou a se manifestar após fortes dores nas costas. "Era uma dor que começava no final da coluna, chamada hérnia discal, que se estendia para a minha perna direita e a deixava adormecida.

Tinha horas em que eu não sentia sequer a perna do joelho para baixo", disse Leal na entrevista. O português escondeu a doença do público por alguns meses porque, segundo ele, sentiu a necessidade de se isolar para conseguir superá-la. Na entrevista, Roberto Leal afirmou que não tinha medo de morrer. "Se realmente cheguei a esta situação, se este caminho é o único caminho possível, eu não tenho escolha, mas voltar para atrás, não. Isso é próprio de alguém que sabe que há uma luz no fim do túnel, e eu sei e tenho certeza que o amor vencerá toda a dor."


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.